Como fazer suas empresas se tornarem franquias?

A franquia é um modelo de negócios muito funcional, que transforma sua empresa em uma potencial rede de negócios, permitindo que outras pessoas invistam em abrir novas unidades, enquanto você oferece o suporte necessário para elas.

Um dos principais pontos fortes da franquia é sua rede de suporte, uma vez que se trata de vários empreendedores trabalhando juntos em prol do sucesso de uma companhia, por exemplo, uma loja de capa coladinha para sofa retratil.

Pensando nisso, muitos empresários desejam entender melhor como transformar sua empresa em franquia. Esse é um processo muito importante para garantir uma possibilidade de expansão mais efetiva, mas é preciso ter em mente alguns pontos importantes.

O primeiro passo é conhecer o modelo de negócios e como ele é realizado, para que você possa começar a buscar mais informações técnicas que ajudem a transformar sua companhia de projeto de estrutura metálica para telhado em uma franquia de sucesso.

Para você entender esse processo é necessário identificar o que é especificamente uma franquia. A maioria das pessoas tem uma ideia geral de como o modelo de negócios funciona, mas é preciso entender suas particularidades.

Em sua definição, uma franquia consiste em conceder o direito de uso de uma empresa da qual você é proprietário para um investidor. Nesse aspecto, o proprietário torna-se franqueador e o investidor torna-se franqueado.

Após adquirir o direito de uso, o franqueado pode replicar em locais diferentes o modelo bem-sucedido de sua empresa, explorando novos caminhos e ampliando o mercado que está sendo utilizado.

Existem muitas variações do que pode ser o negócio dentro de um processo de franchising, como é comumente chamada a franquia. Ela pode ser:

  • Uma marca;
  • Um produto;
  • Um serviço;
  • Um conceito.

Independente do modelo escolhido para franquear, o foco nesse modelo de aplicação é a padronização de processos e de produtos.

Isso torna a marca mais forte, uma vez que não importa em que franquia o consumidor de um distribuidor de equipamentos de proteção individual vá, ele terá o mesmo atendimento.

Oferecer os mesmos produtos e a mesma qualidade em uma franquia é muito importante para a reputação da marca, fazendo-a ganhar muito mais destaque no mercado e fazendo o público em geral ter mais confiança, ganhando uma reputação mais efetiva.

Dentre as franquias mais comuns, estão as do ramo alimentício e de comércio, muitas vezes encontradas em shopping centers. Estas franquias se tornam populares e podem ser encontradas em diversas cidades do Brasil e até mesmo do mundo no caso das maiores.

Uma franquia funciona em uma relação de interdependência. Isso significa que o franqueado tem autonomia para cuidar de sua franquia de porta paletes convencional,por exemplo, mas ainda depende do suporte da rede franqueadora para manter a padronização de seus itens.

É um processo de troca de experiências, onde o franqueador oferece sua especialização e sua estrutura de negócios para um investidor que pode não ter tanto conhecimento sobre o mercado, enquanto a franquia oferece parte de seus rendimentos para o franqueador.

A relação do franqueador com o franqueado vai além de informação e know-how, sendo parte de todo o processo de produção. Em muitos casos, o franqueador deve aprovar a estrutura construída para o estabelecimento, além de ajudar com matéria-prima e outros elementos.

O treinamento de funcionários é muito importante, assim como palestras e workshops para que o franqueado esteja sempre a par da situação como um todo, entendendo o que precisa ser feito para a continuação da marca.

Esses processos são realizados para garantir um padrão de qualidade firme, que seja estruturado em todo o processo de comunicação do cliente.

Transformando sua empresa em uma franquia

Agora que você conhece um pouco mais sobre o modelo de negócios e como ele funciona, é interessante pensar se sua empresa está pronta para adotar esse modelo. Dessa maneira, você pode expandir-se de forma muito efetiva.

Entretanto, é preciso ter em mente que cada empresa é única no mercado, e nem sempre as mesmas escolhas funcionarão adequadamente para duas companhias diferentes, ainda que ambas estejam em um mesmo segmento de atuação.

Por isso, é importante adaptar esse tipo de atividade para sua realidade, entendendo todo o processo de transformação de empresas para franquias para aproveitar os diversos benefícios que estes modelos podem acontecer.

É preciso avaliar com muita calma se sua empresa de correia transportadora curva está pronta para se tornar uma franquia, para que você realmente receba os lucros que está procurando com esse modelo.

Avaliação interna

O primeiro ponto que você precisa avaliar quando está pensando em transformar sua empresa em franquia é a situação em que sua empresa está no momento, e o quanto ela está pronta para se transformar em uma franquia.

Todos os dias, diversas empresas surgem no mercado, apresentando conteúdo de qualidade e uma boa estrutura de trabalho. Por isso, definir uma franquia depende de um diferencial competitivo, algo que destaque sua empresa frente a seus concorrentes.

Por isso, é muito importante fazer um estudo de viabilidade antes de se certificar que a empresa tem a estrutura necessária para se tornar uma franqueadora, e se o negócio pode ser trabalhado com esse modelo.

Engana-se quem pensa que apenas grandes marcas podem se tornar franquias, entretanto. A verdade é que qualquer empresa, incluindo as micro e pequenas empresas até mesmo uma fábrica de chapa expandida, pode conseguir uma ótima aceitação nesse modelo de negócios se tiver um produto diferenciado.

Modelo de negócios

Outra etapa importante é a realização de um modelo de negócios para sua franquia. Esse documento possui todos os itens importantes que serão avaliados pelo investidor que deseja iniciar uma relação com sua empresa.

No modelo de negócios, todas as informações relevantes devem estar disponíveis, com clareza e eficiência. Isso significa tanto os benefícios de abrir uma franquia quanto os custos e estruturas de parceiros para o funcionamento do negócio.

Proibições e limitações também devem estar disponíveis nesse tipo de manual, garantindo uma estrutura mais adequada para a empresa como um todo. Por isso, é importante adquirir experiência com mais qualidade nesse modelo.

Ainda que você crie cursos e palestras para deixar todas estas informações claras com seu franqueador, é importante ter o documento por escrito, para que ele sempre possa consultar em caso de dúvidas.

Registro de marca

O registro de marca é um processo realizado junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial, também conhecido como INPI. Ele garante que a marca, logotipo e todos os itens envolvendo a mesma, serão de sua propriedade.

Uma franquia utiliza a marca principal através de um contrato que cede o direito de uso para o investidor, por isso, essa etapa é uma das mais importantes. O registro no INPI dá mais segurança e tranquilidade ao franqueador durante o trabalho.

Além disso, o INPI é uma maneira de garantir que as complicações de licenciamento não existirão, e que problemas de uso indevido de imagem possam ser trabalhados mais facilmente.

Plano de expansão

Quando uma empresa se torna uma franquia, ela deseja expandir-se. Por isso, é importante que você pense em processos que otimizem as chances de sucesso nessa questão, minimizando os riscos de uma expansão que não traga retorno para a empresa.

Isso inclui uma série de questões, como localização das franquias, ações de marketing e outros pontos importantes. Aqui, é interessante pensar em formas de destacar sua marca e torná-la mais popular no mercado.

O profissionalismo é um dos pontos mais importantes desse tipo de estrutura, uma vez que ele lida diretamente com este tipo de atividade.

Garantindo que investidores se sintam seguros para fazer negócios com você, sendo válido para empresas de todos os portes, desde uma empresa de adequação de máquinas NR12 até mesmo uma padaria.

Gestão e relacionamento

Para que uma franquia seja funcional, o relacionamento é um dos pontos mais importantes. É através dele que o franqueador e o franqueado irão se comunicar, passando seus erros e acertos e conseguindo otimizar esses processos.

A empresa deve funcionar de maneira fluida, com todas as unidades conseguindo lidar de forma adequada com suas vendas, enquanto a franqueadora busca expandir ainda mais a marca e o conhecimento do público.

Por isso, realizar reuniões e consultorias para feedback é muito importante, entendendo as dores e as potências de cada franquia e como isso pode ser trabalhado para melhorar ainda mais a marca.

Considerações finais

Transformar sua empresa de brasagem de metal duro, por exemplo, em franquia pode ser uma excelente maneira para expandir uma companhia, mas é preciso ter atenção para diversos elementos se você deseja ter sucesso em sua empreitada.

Esse tipo de ação ajuda a entender melhor o funcionamento do mercado, e como sua empresa pode se posicionar adequadamente no segmento em que atua, conquistando um espaço muito melhor nesse tipo de ação.

Para que todos na franquia estejam crescendo juntos, o modelo precisa ser muito bem trabalhado e aplicado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Imagem de StockSnap por Pixabay 

Instagram