Turismo regional cresce 13,23% em 2020, diz estudo

Cidades do interior se destacaram nas buscas de passagens rodoviárias; destinos litorâneos registram queda

O turismo nacional se destaca entre os segmentos mais afetados. Segundo o Conselho de Turismo da Fecomercio SP, com base nos números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o turismo sofreu uma queda de 50,3%, em relação ao mesmo período de 2019.

Ficar mais tempo em casa, uso constante de máscaras faciais e o distanciamento social levaram muitas pessoas a remarcarem suas viagens, ou até mesmo optarem por visitar lugares mais próximos de casa, abrindo espaço para o chamado turismo regional.

Nesse sentido, um recente levantamento realizado pela plataforma de passagens online, ClickBus, revela que a procura por cidades do interior cresceu 13,23% em 2020, quando comparado a 2019. O estudo considerou a busca por passagens durante o quarto trimestre de 2020.

O mesmo estudo ainda aponta que a procura de viagens para centros urbanos ou grandes capitais cresceu somente 1,58%, ou seja, um baixo reflexo econômico; enquanto o interesse por viagens para o litoral caíram 7,6%. Todos esses dados revelam um novo comportamento entre os brasileiros: priorizar destinos mais tranquilos, de forma a garantir a segurança da família.

O que muda em 2021?

Com a chegada da vacina contra o novo coronavírus, o mundo pós-pandemia aguarda com expectativa uma retomada do turismo nacional. Contudo, mesmo após a liberação, muitas pessoas ainda planejam ficar mais perto de casa e valorizar viagens nacionais.

Segundo pesquisa da Booking.com, 55% dos brasileiros pretendem priorizar viagens locais, e conhecer um novo destino na região em que moram, e 59% desejam curtir mais a beleza natural da sua própria terra.

Instagram