iPhone 11 foi considerado o celular mais popular do mundo no 1º semestre deste ano

Modelo da Apple é o celular com mais unidades enviadas às lojas na primeira metade de 2020, seguido do Galaxy A51, da Samsung

Com boatos sobre o lançamento do novo iPhone 12 ocorrer ainda este mês, mas sem confirmações ainda, a Apple passa por um bom momento no país e no mundo. De acordo com relatório elaborado pela Omdia, empresa de pesquisas e consultoria, o iPhone 11 foi o celular mais popular no primeiro semestre deste ano, ocupando a primeira posição no ranking mundial, com 37,7 milhões de aparelhos deste modelo enviados na primeira metade de 2020. 

O levantamento foi realizado com base nas unidades enviadas às lojas, e não necessariamente vendidas. No entanto, é possível relacionar essa métrica com demanda e oferta. Ou seja, quanto maior a procura por um smartphone, pode ser que mais unidades desse modelo tenham sido enviadas para venda. 

Além do iPhone 11 em primeiro lugar, outros modelos da Apple também apareceram no top 10, com o iPhone SE em quinto lugar, com 8,7 milhões de aparelhos enviados, o iPhone X em sexto, com 8 milhões, o iPhone 11 Pro Max na sétima posição, com 7,7 milhões, e, em décimo lugar, o iPhone 11 Pro Max, com 6,7 milhões de celulares enviados. 

Queda dos modelos da Samsung no ranking e ascensão da Xiaomi

Embora o modelo Galaxy A51, da Samsung, tenha ficado em segundo lugar no ranking, com 11,4 milhões de aparelhos enviados, a marca teve uma grande queda ao comparar com o ranking do primeiro semestre de 2019. Neste ano, a Samsung ocupou apenas uma posição no ranking, sendo que no ano passado quatro modelos da marca estiveram presentes no top 10. 

Em contrapartida, outra marca está em ascensão: a Xiaomi. Ocupando a sexta e sétima posições no ranking de 2019, neste ano, a marca se destacou juntamente com a Apple, tendo agora quatro modelos Xiaomi ocupando o top 10. Em terceiro lugar, ficou o Redmi Note 8, com 11 milhões de unidades distribuídas às lojas, seguido pelo Redmi Note 8 Pro na quarta posição, com 10,5 milhões. Já o Redmi 8A ficou em oitavo lugar no ranking, com 7,3 milhões, seguido do Redmi 8 na nona posição, com 6,8 milhões de unidades enviadas. 

Isso demonstra que a marca tem se popularizado mundialmente. “A performance de smartphones mais baratos está melhorando, e a preferência dos consumidores por modelos medianos está crescendo, devido à recessão econômica, o que torna os smartphones da Xiaomi populares em mercados emergentes”, analisou a Omdia. 

Foto:Divulgação

Instagram