B2B x B2C: entenda as diferenças e qual modelo vale a pena para você

A boa gestão de um negócio pode ser definida a partir de um conjunto de estratégias a serem adotadas, sendo que é preciso que elas estejam alinhadas aos propósitos de uma companhia, assim o seu modelo de atuação voltada ao público B2B ou B2C.

Inclusive é importante ter atenção a esse quesito em particular, para que seja possível adotar ações que estejam alinhadas a cada modelo com o qual uma companhia pode trabalhar, sendo algo que pode afetar seus propósitos, assim como suas ações.

Principalmente por existir um modelo de comportamento diferenciado quando se fala sobre um público de perfil empresarial ou então de clientes finais que irão consumir os produtos e serviços oferecidos por uma marca de forma direta, sem passar por outras etapas.

Uma adequação que permite com que um serviço de pavimentação asfáltica, voltado principalmente ao setor de reforma estrutural de espaços urbanos, defina suas ações, tendo como foco o tipo de público ao qual se direciona os negócios de tal companhia.

Para cada perfil de audiência existe um modelo específico de estratégias que uma companhia deve adotar para que seja possível falar de forma adequada com essa audiência e dessa forma criar uma relação benéfica entre uma empresa e seu público.

Algo a ser visto com atenção por quem administra um negócio, atuando para que o seu empreendimento se conecte de maneira correta com o seu público não só através de um diálogo correto, mas também por canais que estejam alinhados ao perfil da empresa.

Para assim permitir com que um cliente pesquise por algo específico, como “manta impermeabilizante valor” e encontrar os melhores resultados de maneira rápida e eficaz, de acordo com as táticas de comunicação adotadas por essa companhia em primeiro lugar.

E para garantir a conexão correta entre uma companhia e o seu público é preciso observar não só o perfil de sua companhia, mas também o modelo ao qual esse negócio se encontra, seja por meio do sistema B2B ou B2C, com diferenças relevantes sobre esses mercados.

B2B e B2C: modelos distintos de negócio

Sobre o processo de administrar um negócio, é fácil pensar somente no ramo ao qual o seu empreendimento trabalha, como o setor alimentício, de moda, fabril, entre outros. Contudo existe outra questão a ser observada com atenção, que é o perfil de público dessa empresa.

Nesse sentido destacam-se os modelos conhecidos como B2B e B2C, cada um a trabalhar com um estilo diferenciado de audiência, não tanto em questão de perfil individual, mas sim sobre o método geral ao qual uma companhia deve adotar comercialmente.

Por mais que esses dois modelos de negócio trabalhem com propósitos comuns, como se comunicar com o seu público e conquistar essa audiência a ponto de convertê-los em clientes para as suas empresas, as ações a serem tomadas são distintas.

O que diferencia as atitudes de uma empresa que atua com a produção de armação de aço para construção, tendo um foco maior no mercado de construção imobiliária, com as ações comerciais de uma loja de roupas, que vende ao público pela internet.

Cada um dos negócios citados posiciona-se em um campo comercial diferente, no que em relação aos seus públicos podem ser definidos como um empreendimento de nível B2B ou B2C.

B2B – Comércio entre empresas

No B2B (business to business) as transações comerciais são realizadas exclusivamente entre duas companhias, destacando-se assim as negociações ocorridas no campo empresarial entre as companhias e os seus fornecedores, por exemplo.

Dentro desse modelo de negociação entre empresas é comum encontrar três modelos de venda. Como no mercado de revenda, de negociação de uma empresa para outra, ou com um sistema voltado ao consumo, porém por um sistema maior de distribuição.

Trabalhando nesse caso com o setor de atacado, no qual o foco de um armazém pode ser abastecer mercados em geral, ao mesmo tempo em que é possível realizar vendas diretas ao público consumidor caso ele se interesse por fazer compras em quantidades maiores.

Nesse sentido, a procura por braços articulados para toldos comprar pode ser uma atividade do B2B, quando se trata de uma empresa que faz uma grande encomenda para realizar uma aplicação de toldos em seu prédio comercial.

Pode também ser uma ação do mercado B2C quando se trata de uma companhia que realiza vendas deste material também para o público final através de uma venda direta, seja em sua loja ou em seu site.

B2C – Comércio voltado ao consumidor

O B2C (business to consumer) trata-se do modelo mais tradicional de vendas, no qual uma empresa atua com a realização de vendas direta ao público. Entre os negócios mais populares a fazerem parte desse sistema, é válido citar:

  • Supermercados;
  • Prestadores de serviço;
  • Restaurantes;
  • Lojas de roupa.

Ou seja, empreendimentos que atuam com o processo de venda diretamente ao consumidor final, sem passar por nenhum tipo de canal intermediário, como pode ter acontecido em um momento anterior, através do sistema B2B.

Logo, existe uma relação clara entre esses dois modelos de mercado, com um serviço de cftv para condomínio, voltada a contratação direta por parte de um indivíduo, antes tendo que lidar com a encomenda de câmeras entre outros equipamento usados em vigilância.

Situação que exemplifica como por trás de toda atividade B2C é comum que existam ações de mercado B2B que tenham sido previamente executadas. E diante de todas essas diferenças, é importante saber qual o modelo de negócios mais adequado ao seu projeto.

Principalmente durante a fase de implementação desse negócio, no qual além da escolha por um mercado em específico, é importante também definir qual será o seu perfil de público, como um empreendimento voltado ao público final ou entre as empresas.

Algo a ser visto com bastante atenção por existirem vantagens e desvantagens associadas a cada modelo em particular, trazendo benefícios, mas também desafios para o negócio que opte por atuar junto a qual seja dos sistemas citados.

Vantagens e desvantagens do B2B

O mercado empresarial trabalha com um nicho de público muito mais específico, no qual o estudo de público pode ser feito de maneira mais clara, sendo assim um sistema que se destaca principalmente por causa do seu sistema de vendas bem definido.

Tendo acesso então a um público com um volume de vendas muito mais fácil de se observar ou se definir, tal como um fornecedor de porta de aço automática para loja que normalmente realiza venda em grandes volumes para shoppings e condomínios.

Isso leva a um relacionamento a longo prazo com o seu público empresarial. O único problema de tudo isso é o nível dos processos de venda a serem adotados por uma companhia com um sistema muito mais complexo, com clientes de maior exigência.

E justamente por se tratar de um mercado com um público muito menos rotativo, ao deixar de ser fornecedor de um negócio, difíceis são as chances de reconquistar esse cliente, assim como existe a dificuldade em uma nova empresa a se estabelecer no mercado.

Esse é um dos motivos pelo qual empresas que atuam com ações empresariais, como o aluguel de aparelho lava jato, optam também por diversificar o seu negócio, apresentando o aluguel ou venda de outros produtos similares, só que a um público consumidor direto.

Benefícios e prejuízos do B2C

O B2C acaba por englobar um grande nível das atividades comerciais que ocorrem no mercado, envolvendo desde o processo de gestão de uma loja de materiais de construção até mesmo um supermercado, seja no campo presencial ou digital.

E é justamente esse amplo mercado que se destaca com um dos pontos mais positivos a envolverem o modelo B2C, abrangendo os mais diversos tipos de empreendimentos, o que faz com que um negócio da área se destaque por ter uma audiência maior a se trabalhar.

Torna-se mais fácil para uma dessas companhias conseguir se conectar a uma audiência diante da possibilidade de usar estratégias que se conectem ao lado emocional do público através de um contato mais focado no emocional.

O que facilita a conversão de um público, por mais que esse mercado exija de forma geral esforços muito maiores em relação ao objetivo de conquistar uma audiência, justamente por causa da pluralidade de perfis citada anteriormente.

O que leva então a uma maior imprevisibilidade de lucro no mercado, sendo preciso ter um melhor controle sobre suas atividades comerciais ao não contar com um retorno previsível todos os meses, dependendo muito das ações de venda a serem trabalhadas.

Diante desses pontos positivos e negativos é válido que um negócio que pretende trabalhar com o serviço de análise de spda voltado ao controle de possíveis descargas elétricas, analise bem a situação do mercado.

A ponto de definir se prefere optar pelo público consumidor ou empresarial, e em alguns casos com ambos.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Imagem de micaelabustamantefg por Pixabay 

Instagram