Suzano adere a iniciativa global que propõe a descarbonização da economia mundial

Empresa ingressa em iniciativa Business Ambition for 1.5°C e ao Science Based Target Initiative (SBTi)

Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, aderiu à campanha Business Ambition for 1.5oC e ao Science Based Target Initiative (SBTi), movimento que busca promover a redução das emissões de gases de efeito estufa e consequente transição global para uma economia de baixo carbono. O anúncio representa também a adesão da Suzano à campanha Race to Zero”, uma coalizão apoiada pela Organização das Nações Unidas (ONU) que reúne líderes comprometidos a atuar em uma recuperação saudável, resiliente e com o objetivo de estimular a descarbonização da economia mundial.

A adesão ao SBTi reforça o compromisso da companhia em assumir uma posição relevante nas discussões mundiais sobre os efeitos causadores das mudanças climáticas, uma questão geracional que exige atuação imediata e relevante por parte da liderança mundial e da população global.

Race to Zero”

“É fantástico termos a Suzano se juntando à campanha Race to Zero’. A empresa tem mostrado uma forte liderança em promover a compreensão de como o setor florestal pode contribuir para esse movimento global. Estamos orgulhosos de tê-los como parceiros no engajamento de outras companhias e governos a atingirem o objetivo de 1.5oC”, afirma Gonzalo Muñoz, COP26 High-Level Climate Champions.

A Suzano já conta com compromissos voluntários de reduzir suas emissões e ampliar a remoção de gases do efeito estufa da atmosfera, os quais compõem os “Compromissos para Renovar a Vida”, um conjunto de 14 metas públicas de longo prazo estabelecidas pela Suzano e que podem ser acompanhadas em https://centraldeindicadores.suzano.com.br/metas-de-longo-prazo/.

A despeito dos objetivos já divulgados pela empresa, ao aderir às iniciativas a Suzano se compromete a estabelecer, em um prazo de até dois anos (conforme estipulado pela iniciativa), uma meta alinhada ao cenário climático de redução de emissões que limite o aquecimento global a até 1.5°C acima dos níveis pré-industriais e aos critérios e recomendações da Science Based Target Initiative considerando a emissão própria e a emissão da cadeia de valor.

 Science Based Target Initiative (SBTi)

A empresa também atuará na promoção de campanhas para engajar outros atores e contribuirá com o SBTi para promover a evolução e o aprimoramento das metodologias relacionadas ao setor de florestas plantadas, papel e celulose e à realidade de empresas que já estão em uma jornada histórica de descarbonização, como é o caso da Suzano.

“Estamos desenvolvendo, a partir da árvore plantada, novos produtos, que podem substituir materiais derivados de fontes fósseis, e também temos a nossa atuação diretamente ligada à captura de carbono da atmosfera. Mas queremos ir além, e com a adesão à campanha Business Ambition for 1.5oC, ao SBTi e à campanha “Race to Zero”, atuaremos para reunir mais atores, seja da iniciativa privada, seja da esfera pública, na discussão de como podemos avançar em direção a uma economia de baixo carbono”, diz Walter Schalka, presidente da Suzano. Os efeitos causadores das mudanças climáticas serão tema central das discussões na COP26, a 26ª conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas a ser realizada em Glasgow, na Escócia, no mês de novembro.

A Suzano está comprometida em ampliar ainda mais sua ambição e a velocidade da sua jornada de descarbonização, ao mesmo tempo que promove a remoção de carbono da atmosfera, contribuindo para a agenda global do clima. Para tal, a Suzano seguirá investindo em projetos de modernização, focados em eficiência no uso de combustível, redução no consumo de combustíveis fósseis, redução do uso de energia, uso de energia renovável, entre outros.

Suzano

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 97 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Instagram