Laboratória recebe investimento filantrópico do Google.org e do BID Lab

A fim de aumentar seu impacto com experiências de aprendizagem transformadoras em um momento crucial da economia na América Latina, a Laboratória anuncia novas parcerias com o Google.org e com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 

A organização impulsiona as mulheres a desenvolverem suas habilidades para poderem trabalhar e crescer na era digital por meio de um bootcamp de 6 meses no Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. Ao final do curso, a Laboratória conecta as estudantes com o mercado de trabalho, o que possibilita que elas comecem uma carreira na área, proporcionando um ambiente mais diverso e inclusivo. 

Google.org

Mais de 6.000 candidatas se inscrevem no curso anualmente, ou seja, o número de inscritas é dez vezes maior do que a capacidade operacional do curso e, por isso, apenas 10% são aprovadas. Com o objetivo de poder impactar todas as mulheres, a Laboratória, em parceria com o Google.org, irá desenvolver uma experiência em que as candidatas possam desenvolver habilidades de autoaprendizagem, além de terem a possibilidade de obter alternativas para capacitação e conexão com o mercado de trabalho. 

“Embora muitos centros educacionais se orgulhem em ter um processo concorrido, sempre foi um desafio para nós ter que deixar 90% das mulheres fora do nosso bootcamp. Agora, com a renovação da doação do Google.org à Laboratória no valor de 1 milhão de dólares pelos próximos três anos, 18.000 mulheres poderão participar de novas experiências de aprendizagem, além de poderem acessar conteúdos existentes no mercado e ter mais conexões de trabalho, aumentando assim, suas chances de conseguirem um emprego mais rapidamente”, afirma Mariana Costa, CEO da Laboratória. 

Desde março de 2020, os bootcamps da Laboratória em toda a América Latina estão ocorrendo de maneira remota e mais de 400 mulheres finalizaram o curso dessa forma. “Estamos confiantes que, com a parceria firmada com o Google.org, poderemos aplicar muitos aprendizados obtidos ao longo desse processo”, complementa Mariana.

“A contribuição do Google.org permitirá que a Laboratória alcance mais de 18.000 mulheres nos próximos três anos, com uma experiência de aprendizagem projetada para o mundo do trabalho de hoje e, assim, aumentando suas chances de conseguir um emprego. Temos muito orgulho de tornar isso possível e de contribuir para diminuir a lacuna de gênero no acesso à economia digital”, afirma Héctor Mujica, Gerente Regional do Google.org para a América Latina.

E as experiências de aprendizagem não páram por aí. A Laboratória vem, há alguns anos, capacitando colaboradores de empresas para que possam adquirir habilidades para a era digital, podendo assim, agregar valor onde trabalham. Mais de 8.000 pessoas de grandes corporações já foram treinadas e, com o apoio do BID Lab de USD 750.000,00, a organização lançará um programa específico para as pequenas e médias empresas (PMEs) da América Latina, que hoje concentram mais de 74% dos empregos, e são setores bastante impactados pela crise econômica gerada pela COVID-19. 

“Estamos felizes em continuar colaborando com a Laboratória para que a organização possa continuar expandindo sua metodologia de aprendizagem. Direcionar essa capacidade de ‘aprender a aprender’ para o setor de PMEs, que tanto precisa hoje e é a principal fonte de trabalho na América Latina, permitirá impactos ainda maiores”, afirma Irene Arias, CEO do BID Lab.

“A Laboratória é uma organização que impulsiona as pessoas no desenvolvimento de habilidades para trabalhar e crescer na era digital. Fazemos isso porque acreditamos que, em uma era onde a tecnologia ganha cada vez mais protagonismo, o potencial humano é o nosso melhor recurso. Desde o início da pandemia, seguimos trabalhando, com mais esforço do que nunca, para que a economia da América Latina possa gerar oportunidades para quem mais precisa, garantindo assim a inclusão de talentos diversos no mercado de trabalho”, diz Mariana.

Nestes seis anos de atuação, mais de 1.800 mulheres já passaram pela Laboratória em toda a América Latina e cerca de 80% conseguiram empregos na área de tecnologia após o bootcamp. transformando não só suas vidas individualmente, como também das pessoas ao seu redor. Muitas dessas graduadas não tinham experiência prévia em tecnologia e, ao trilhar suas carreiras em mais de 600 empresas diferentes, tornam-se também modelos para outras pessoas que não vislumbram um caminho de sucesso devido à falta de oportunidades, além de contribuírem para um setor mais diverso e inclusivo. Além disso, nos últimos três anos, mais de 8.000 pessoas foram capacitadas para que as empresas pudessem ser mais exitosas na era digital, fortalecendo assim a cultura de aprendizagem e melhoria contínua. 

LABORATÓRIA

A Laboratória é uma organização que impulsiona as pessoas no desenvolvimento de habilidades para na era digital, com foco em mulheres que queiram trabalhar na área tech para ter um futuro melhor e em colaboradores que precisam de capacitações para serem essenciais no futuro das empresas onde trabalham. Fazemos isso porque acreditamos que, em uma era onde a tecnologia ganha cada vez mais protagonismo, o potencial humano é o nosso melhor recurso. Por isso, promovemos a diversidade e a inclusão de talento na economia digital por meio de programas de aprendizagem focados nas habilidades essenciais para os trabalhos de hoje e futuro.

Instagram