Emirates SkyCargo comemora um ano de operações de carga em aeronaves de passageiros

A Emirates SkyCargo foi uma das primeiras transportadoras aéreas de carga do mundo a introduzir voos apenas de carga em aeronaves de passageiros para transportar EPIs e outros suprimentos essenciais

• A transportadora aérea de carga operou mais de 27.800 voos apenas de carga em aeronaves de passageiros em um ano

• Em um ano, foram transportados nesses voos cerca de 100 mil toneladas de suprimentos essenciais, incluindo produtos farmacêuticos e alimentos, que equivalem a 1.000 voos cheios no cargueiro Boeing 777

 Na segunda-feira, 16 de março de 2020, o voo EK 2503 da Emirates decolou de Dubai para o Kuwait, usando uma aeronave de passageiros Boeing 777-300ER. Porém, esse voo não transportava passageiros, mas cerca de 34 toneladas de carga de uso urgente no Kuwait.

Foi a primeira vez na história de suas operações que a Emirates operou um voo apenas de carga em uma aeronave de passageiros. Realizado apenas quatro dias após a Covid-19 ter sido declarada uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o EK 2503 foi o primeiro de mais de 27.800 voos de carga operados pela Emirates SkyCargo nos 12 meses seguintes, enquanto a transportadora trabalhou continuamente para manter as populações do mundo todo conectadas aos suprimentos médicos e alimentos essenciais necessários durante a pandemia.

Nabil Sultan, vice-presidente sênior da divisão de carga da Emirates

Nabil Sultan, vice-presidente sênior da divisão de carga da Emirates, disse: “Faz exatamente um ano que aquilo que era considerado impossível na indústria de carga aérea se tornou não apenas realidade, mas um forte pilar operacional para a Emirates SkyCargo. Antes da pandemia, quase dois terços da nossa carga total era transportada no porão dos nossos voos de passageiros. Com as suspensões de voos e restrições impostas às viagens de passageiros causadas pela Covid-19 no início de março de 2020, nossa previsão era que não haveria mais capacidade de carga adequada disponível para o transporte de suprimentos essenciais.

“Para reforçar a capacidade de carga dos nossos 11 cargueiros Boeing 777 e garantir que poderíamos atender à demanda urgente por produtos como EPIs, aparelhos de ventilação e outros produtos farmacêuticos e alimentos em todo o mundo, elaboramos de forma proativa um plano radical e inovador para usar nossas aeronaves de passageiros de fuselagem larga para operar voos apenas de carga. Testamos este conceito de transporte de carga em aeronaves de passageiros com um voo para o Kuwait em 16 de março de 2020. Nas semanas seguintes, com a suspensão total dos voos de passageiros programados, começamos a aumentar nossos voos de carga em aeronaves de passageiros a um ponto em que tínhamos quase 90 aeronaves de passageiros usadas no transporte de carga.

Voo de passageiros usado como cargueiro para Bruxelas-Foto:Divulgação

“Nossa equipe trabalhou incansavelmente para desenvolver um novo modelo de negócios desde o início – buscando aprovações de autoridades, definindo uma nova malha aérea, estabelecendo novas diretrizes operacionais e de segurança e falando com os nossos clientes em todo o mundo – para garantir, como uma transportadora socialmente responsável, que seríamos capazes de manter a entrega de suprimentos essenciais e outras cargas nos mercados globais, além de manter as exportações em todo o mundo, considerando o cenário econômico desafiador.

“Nossa estratégia de carga em aeronaves de passageiros tem sido a espinha dorsal das nossas operações durante a pandemia, transportando carga para mais de 125 destinos nos seis continentes. Essa estratégia mostrou nossa resiliência como facilitador global do comércio e das cadeias de suprimentos. Com a retomada e o crescimento das operações de passageiros, começamos a voltar gradualmente ao nosso modelo tradicional, mas nossas aeronaves de passageiros usadas no transporte de carga continuam um forte componente da resposta à pandemia da Covid-19.”

Fretamento de EPIs para a Argentina, Buenos Aires-Foto:Divulgação

Para atender à demanda global de transporte de EPIs e suprimentos essenciais, a Emirates SkyCargo continuou com outras inovações após a introdução de serviços de carga em aeronaves de passageiros, que incluem o transporte de carga nos assentos de passageiros e nos compartimentos superiores dentro da cabine de passageiros e a introdução de “minicargueiros”, isto é, aeronaves Boeing 777-300ER com assentos removidos da classe econômica para dar mais espaço às cargas. A Emirates SkyCargo possui atualmente 16 minicargueiros Boeing 777-300ER para operações de carga.

A Emirates SkyCargo operou mais de 27.800 voos apenas de carga em aeronaves de passageiros ao longo do ano passado. Esses voos ajudaram a transportar mais de 100 mil toneladas de suprimentos essenciais, incluindo EPIs, kits de teste da Covid-19, equipamentos de ventilação, produtos farmacêuticos, vacinas e alimentos. Isso equivale à carga transportada em mais de 1.000 voos cheios na aeronave de carga Boeing 777.

Os voos da Emirates SkyCargo ajudaram a manter a segurança dos alimentos em vários mercados que dependem das importações, além de proporcionar um fluxo de renda às comunidades que dependem das exportações agrícolas. A transportadora aérea de carga também operou um número recorde de voos fretados usando aeronaves de passageiros exclusivamente para o transporte de carga.

Voo de passageiros usado como cargueiro para Nice, França-Foto:Divulgação

Emirates SkyCargo

A Emirates SkyCargo é líder do setor de transporte aéreo de carga global na distribuição de vacinas da Covid-19. A transportadora aérea de carga montou no aeroporto de Dubai um hub com certificação de boas práticas de distribuição para vacinas Covid-19 e fez parcerias com as principais organizações sediadas em Dubai e com a UNICEF para o transporte rápido de vacinas da Covid-19 para países em desenvolvimento passando por Dubai. As aeronaves de passageiros da Emirates SkyCargo usadas no transporte de carga durante a pandemia também desempenharam um papel fundamental no transporte de vacinas da Covid-19.

Instagram