As 7 bebidas preferidas do brasileiro

Com sua variedade gastronômica, não faltam opções de bebidas saborosas, alcoólicas ou não, para quem vive no país.

O Brasil é internacionalmente reconhecido pela sua riqueza não só cultural, mas também gastronômica. Moqueca, feijoada, churrasco, feijão-tropeiro, baião de dois, frango caipira e maniçoba, polenta e arroz carreteiro são alguns (dos muitos) exemplos de pratos típicos da culinária nacional.

No que se refere a bebidas, o gosto dos brasileiros também é bastante diversificado, sendo capaz de abranger desde bebidas alcoólicas até chás e sucos naturais. A caipirinha e a cerveja são mais consumidas no país, mas a cultura dos drinques vem se intensificando no país na última década.

Por isso, confira a lista das bebidas preferidas do brasileiro para saber oferecer opções mais variadas além da caipirinha gelada e da “breja” para amigos estrangeiros que te visitarem.

Cerveja

O Brasil é internacionalmente reconhecido por ser o terceiro maior consumidor de cerveja do mundo, ficando atrás apenas da China e dos Estados Unidos, respectivamente. Comumente consumida com o churrasco — uma das refeições mais populares no país, a cerveja está presente (e é bastante pedida) em diferentes ocasiões: desde almoços de família até bares, casamentos e formaturas.

Uma pesquisa divulgada pelo IBOPE Inteligência revelou que 70% dos 1.235 internautas entrevistados afirmaram ter consumido a bebida nos 30 dias anteriores ao levantamento. Outro dado interessante é que o Centro-Oeste é a região que mais reúne amantes da cerveja — 93% dos entrevistados consomem a bebida regularmente, seguida pelo Sul — 82%.

Uma das razões que explicam o sucesso dela é o clima tropical que domina boa parte do território brasileiro, o que acaba sendo um meio de se refrescar — sobretudo em regiões litorâneas. A presença do gás nessa bebida intensifica a sensação de borbulhamento na língua, o que aumenta ainda mais a refrescância.

Suco de laranja

O Brasil é um dos maiores exportadores de suco de laranja no mundo. O consumo interno da bebida também se destaca bastante e, em 2018, ultrapassou 82 mil toneladas, o que corresponde a uma alta de 8,53% em relação a 2017.

No país, essa bebida é consumida especialmente nos cafés da manhã. Durante a pandemia do coronavírus, foi registrado um aumento do seu consumo pelos brasileiros. Um dos fatores que podem ajudar a compreender esse aumento é que a laranja é rica em Vitamina C, micronutriente que fortalece o sistema de defesa do corpo e, assim, pode reduzir as chances de contaminação.

Café

A relação entre os brasileiros e o café é antiga. Esse grão foi o principal produto de exportação nacional no fim do século XIX e nas primeiras décadas do século XX, processo que foi fundamental para a popularização da bebida em diferentes segmentos da população.

Segundo dados levantados pela Euromonitor, o consumo de café torrado no Brasil em 2019 ficou em torno de 930 mil toneladas. Isso equivale a 683 xícaras da bebida por brasileiro (ou pouco menos de duas xícaras por dia).

Por aqui, é bem comum encontrar uma boa garrafa com café quente em restaurantes de diferentes perfis. A cultura de “tomar um cafezinho” após o almoço garante o bom consumo da bebida em todo o país, além de ser comum encontrá-lo no café da manhã e da tarde.

Suco de maracujá

Esse é o terceiro suco mais produzido e consumido no território nacional. Nas décadas de 1980 e 1990, houve um intenso crescimento na produção da fruta no Brasil, além dos mercados in natura e de suco.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o país hoje produz mais de 718 mil toneladas do maracujá por ano, o que o torna o maior produtor mundial do fruto. O mais comum é que ele seja consumido durante as refeições, especialmente o almoço.

Caipirinha

Talvez essa seja a bebida brasileira mais famosa internacionalmente, já que a cachaça é a sua matéria-prima — que não é encontrada em muitos países, e corresponde ao terceiro destilado mais consumido no mundo.

A cachaça está presente em inúmeras obras culturais, como marchinhas de carnaval, samba e pagode. É comum que especialmente turistas estrangeiros em terras brasileiras peçam a caipirinha em bares e restaurantes.

Nos últimos anos, cresceu vertiginosamente a variedade de caipirinhas, podendo ser preparadas com vodca e saquê e outras frutas além do limão (como kiwi, maracujá, morango e abacaxi).

Água de coco

Essa é outra queridinha dos brasileiros, em particular nas costas praieiras. No Nordeste, a fartura de coqueirais e o baixo custo da extração da água tornam essa bebida muito presente na região.

Essa bebida é uma ótima opção para refrescar e não exagerar nas calorias e açúcares. Uma moda recente é utilizar a água de coco para preparar drinques como caipirinha, pineapple rum e condessa (quando ela é combinada com vodca).

Instagram