Confira as camisetas que se tornaram ícone com o passar das décadas

Cinco modelos atemporais para você se inspirar na história

É comum ouvirmos que a moda vai e volta e, na maioria das vezes, esse dizer pode ser confirmado por quem acompanha as tendências internacionais. O que está na moda hoje, pode ter sido moda, 20 anos atrás, e ter passado por um longo período de esquecimento nesse intervalo.

Ao mesmo tempo, existem peças que nunca saíram completamente de moda desde a sua criação. Esses clássicos do vestuário, geralmente, são boas formas de investir num guarda-roupas descolado e atemporal. Isso, porque, assim como as peças, as composições feitas com elas estarão sempre em alta.

Uma peça de roupa básica, que apresenta uma grande diversidade de modelos e é essencial na construção da maioria das composições de vestuário é a camiseta. Considerada por muitos como a peça mais democrática da moda, ela cai bem para qualquer idade, gênero e tamanho.

Mas se engana quem pensa que a aparição das camisetas só veio com o advento da modernidade. Desde a antiguidade, os romanos usavam uma túnica de manga curta — a prima ancestral das peças como as conhecemos hoje.

De lá até os dias atuais, as camisetas evoluíram bastante e, agora, existem diversos modelos da peça. Alguns deles se tornaram clássicos. Nossa lista de hoje é composta por alguns desses modelos atemporais que resistiram às oscilações de tendências. Confira:

Gola Pólo

As camisetas com gola pólo são as mais formais do gênero. A possibilidade de dobrar a gola para baixo, criando uma construção sólida de tecido ao redor do pescoço, dá ao look uma energia mais tradicional e é super indicado para ocasiões mais formais.

Criadas em 1926 pelo tenista René Lacoste, elas estão prestes a completar um século de existência. A inspiração para a criação da peça veio do uniforme que os jogadores de pólo usavam desde o século XIX.

Regata

Conhecidas também como camisa cavada, as regatas pegam emprestado o nome da atividade esportiva regatas. Sem manga, elas foram inicialmente desenvolvidas para a realização de atividades físicas e esportes. Mas, desde a sua criação, também foram incorporadas ao dia a dia, principalmente em países com clima tropical.

Gola Alta

A gola alta, gola rolê ou turtleneck, são camisetas em que a gola segue toda a altura do pescoço. Geralmente, a gola é fabricada com o mesmo tecido da peça toda, o que confere a elas um ar minimalista e chique.

A origem da peça, como conhecemos hoje, é do uniforme usado por operários das fábricas japonesas no período pós-guerra. Fornecidos pelas próprias companhias contratantes, as golas se tornaram um símbolo de vinculação do funcionário à empresa.

Posteriormente, inspirado no uniforme pós-guerra japonês, a Sony contratou o estilista Issey Miyake para criar os uniformes da empresa.

Desde o século XIX, porém, as golas altas se tornaram um ícone do vestuário de artistas, filósofos e intelectuais. Nomes, como os dos Beatles e de Audrey Hepburn, ajudaram a consolidar a imagem cool do modelo.

Gola V

A mais jovem de nossa lista, a gola V, surgiu pela primeira vez em 1990, completando 3 décadas esse ano. Com uma proposta simples, as camisetas com a gola decotada inovaram as, já clássicas, golas redondas.

Assim como todos os modelos que apresentamos aqui, ela se tornou um clássico desde a criação e nunca caiu em desuso.

Camiseta Henley

Como uma pólo sem a gola dobrável, com dois a três botões na frente, as camisetas Henley, ou portuguesas, foram, na verdade, criadas para serem usadas como roupa de baixo pela nobreza britânica. No século XIX, porém, ganharam popularidade. Desde então, nunca mais saíram de moda.

Por ser um modelo versátil e elegante, é uma boa aposta para sair da mesmice nos looks do cotidiano.

Instagram