#TrabalhoRemotoTJSP – Experiências com teleaudiências são sucesso em comarcas do Interior

Unidades judiciais compartilharam suas experiências.

O Tribunal de Justiça de São Paulo segue em trabalho 100% remoto e as unidades judiciais continuam a compartilhar suas experiências com esta nova realidade. As comarcas de Capão Bonito, São Bernardo do Campo e Praia Grande realizaram teleaudiências recentemente e o Deecrim da 8ª RAJ realizou inspeções virtuais.

2ª Vara Judicial de Capão Bonito

Durante o mês de maio, a 2ª Vara Judicial de Capão Bonito realizou 17 audiências criminais e 11 audiências concentradas da Infância e da Juventude, todas de forma virtual por meio da ferramenta Microsoft Teams. As partes foram intimadas por oficial de Justiça e o contato posterior foi telefônico e por meio do aplicativo WhatsApp. Outras oito audiências da área criminal foram realizadas neste mês de julho, todas presididas pelo juiz Everton Willian Pona. “As casas de acolhimento estavam com ambientes preparados que permitiram a oitiva individual das crianças e adolescentes”, informou o magistrado.

2ª Vara Cível de São Bernardo do Campo

A 2ª Vara Cível de São Bernardo do Campo realizou ontem (17) a primeira audiência virtual. Sob a presidência do juiz Maurício Tini Garcia e na presença das partes e seus respectivos advogados, foram ouvidas duas testemunhas, cujos depoimentos foram gravados em ambiente virtual pelo aplicativo Teams. “A experiência foi gratificante”, contou o juiz Maurício Garcia. “A ferramenta disponibilizada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo é bastante prática e, com empenho dos dedicados serventuários, a audiência teve pleno êxito”. O magistrado ressaltou que o trabalho remoto elevou a produção da 2ª Vara Cível de São Bernardo do Campo. ”Vamos continuar a realizar audiências virtuais enquanto o serviço presencial for inviável”, disse.

Deecrim da 8ª RAJ

Também utilizando a ferramenta MS Teams, o Deecrim da 8ª RAJ realizou, na última terça-feira (16), inspeções virtuais nos sete presídios sob responsabilidade da unidade da unidade. O juiz corregedor Evandro Pelarin e o juiz Antonio Carlos Pinheiro de Freitas conduziram os trabalhos. Durante as inspeções, foram relatadas as situações vivenciadas pelos presídios e as atitudes preventivas tomadas por eles a fim de evitar a contaminação dos sentenciados e funcionários pela Covid-19.

1ª Vara Criminal de Praia Grande

Na Comarca de Praia Grande, a juíza Natália Cristina Torres Antonio presidiu, hoje (18), cinco audiências virtuais concentradas da área da Infância e da Juventude, para reflexão e acompanhamento do acolhimento institucional de doze crianças. O ato contou com a participação do promotor de Justiça Carlos Cabral Cabrera, da defensora Pública Danielle Rinaldo Barbosa, dos integrantes do Setor Técnico e da Coordenadora do Serviço de Acolhimento do Município. Participaram, ainda, da discussão dos casos, os respectivos técnicos das instituições de acolhimento responsáveis pelo acompanhamento das crianças e adolescentes abrigados. “Foi a primeira experiência em teleaudiências na comarca para casos dessa natureza”, relatou a magistrada.

Compartilhe sua experiência

Os cartórios e equipes que queiram compartilhar suas histórias e rotinas com a Comunicação Social do Tribunal de Justiça podem enviar e-mail para redessociais@tjsp.jus.br com fotos e informações da organização do trabalho.  Também vale publicar fotos nas redes sociais e marcá-las com as hashtags #TrabalhoRemotoTJSP e #AJustiçaNãoPara, informando sua unidade. A foto pode ser publicada no Instagram @TJSPoficial.

Comunicação Social TJSP – DM (texto) / Divulgação (fotos)

Tribunal de Justiça de São Paulo

Instagram