Atleta de handebol formada em São José é escolhida MVP na França

A atleta Bruna Paula, que fez parte da equipe de handebol de São José dos Campos durante cinco anos, foi anunciada na terça-feira (9), como MVP (melhor jogadora da competição) e melhor lateral esquerda da Liga Francesa na temporada 2019/2020.

Atleta Bruna Paula

Bruna Aparecida Almeida de Paula iniciou na equipe de São José do Programa Atleta Cidadão em 2012, na categoria cadete, aos 15 anos de idade, treinada pelo professor Chico Silva, atual coordenador do feminino da modalidade. A partir de 2014, ela também passou a integrar a Seleção Brasileira.

Em 2016, quando era um dos destaques do time adulto, transferiu-se para a França, onde defende a equipe do Fleury Loiret há quatro anos. Em 2021, ela irá jogar pelo Nantes.

Entre as conquistas de Bruna Paula no São José Handebol destacam-se dois títulos de campeã dos Jogos da Juventude (2012 e 2014), vice-campeã paulista nas categorias cadete, juvenil, júnior e adulto, pentacampeã dos Jogos Regionais e campeã dos Jogos Abertos do Interior em 2013. A atleta foi artilheira do Campeonato Paulista de 2012 (categoria cadete) e 2014 (júnior).

Felicidade em dobro

Da França, Bruna Paula explicou a conquista e lembrou o período em que defendeu o São José.

Como você foi descoberta e como foi sua ida para a Europa?

Recebi proposta para vir para a Europa na metade de 2016. Acredito que eu tenha sido descoberta por ter ido para o Mundial de 2015, na Dinamarca, que me deu maior visibilidade. Não tive tanto tempo de jogo, mas acho que o que eu fiz me deu uma vitrine maior.

Como é o nível do handebol na França? A base que você teve em São José ajudou na adaptação?

O nível do handebol da França é muito alto. O campeonato francês é muito equilibrado, é um dos mais fortes do mundo. Com certeza, a base que eu tive em São José me ajudou muito. Acredito que, sem ter passado por São José, talvez eu não estivesse aqui.

Qual é a sensação de ser escolhida MVP?

A sensação é de bastante felicidade. Eu não esperava, porque estava concorrendo com jogadoras de bastante qualidade, em um campeonato muito forte. Ainda mais sendo brasileira, representando São José dos Campos, foi uma felicidade em dobro.

Qual é o nível atual do handebol francês na Europa (e no mundo) em relação ao nível do Brasil?

No mundo, o nível do handebol francês está acima do brasileiro. Tem também as coreanas, que acho que investiram mais na base. Acho que no Brasil falta um pouco isso. Quando a gente vem para cá, sente a diferença.

Quais são seus planos para o futuro?

Meu foco é jogar as Olimpíadas de 2021 e ajudar a Seleção Brasileira da melhor forma possível. Na próxima temporada vou trocar de time, vou para o Nantes, mas meu maior objetivo são as Olimpíadas.

São José é destaque

Segundo o professor Chico Silva, coordenador das equipes femininas de handebol de São José dos Campos dentro do Programa Atleta Cidadão, a modalidade vai muito bem, com times figurando entre os primeiros colocados nas competições que disputam em todas as categorias, do mirim (sub 12), infantil (sub 14) e cadete (sub 16), até o juvenil (sub 18).

Em 2018, sete atletas do feminino joseense foram convocadas para a fase de treinamentos da Seleção Brasileira, que aconteceu na cidade de São Bernardo do Campo. “O ano de 2019 foi muito positivo para nós, ficamos entre os três melhores em todas as competições que jogamos”, afirmou.

O coordenador ressaltou a importância da conquista de Bruna Paula e lembrou que outra atleta com passagem pelo handebol joseense, Jéssica Dias, também está jogando na França.

No momento, todas as equipes competitivas do Programa Atleta Cidadão e do esporte de rendimento que representam São José dos Campos estão sem atividade devido à pandemia de covid-19.

Bruna Paula (ao centro), recebeu o título de MVP, jogadora “mais valiosa” da Liga Francesa de Handebol na temporada 2019/2020, depois de ter jogado durante cinco anos por São José dos Campos – Foto: Divulgação

Instagram