4 perguntas para controlar gastos no cartão de crédito

Aliado dos momentos sem dinheiro, o cartão de crédito é um ótimo recurso para controlar gastos e organizar as finanças

Muitas pessoas acreditam que o cartão de crédito serve apenas para fazer compras e, em alguns casos de má utilização e administração, provocar o endividamento. No entanto, esse cenário não é a parte total da história. O cartão de crédito é um recurso muito favorável à manutenção do consumo e da economia mundial e pode, sim, auxiliar no controle de gastos para uma vida financeira mais organizada. Entenda:

Quanto é possível gastar no mês?

Estabelecer um limite próprio de gastos é a forma mais simples de controlar as finanças do mês. O limite que a instituição bancária ou a administradora do cartão de crédito oferece não necessariamente condiz com a realidade do que o titular pode, de fato, gastar. Portanto, reduzir o limite a um ponto seguro e possível de ser pago, dentro do prazo, é o caminho ideal para não sofrer com juros e endividamento.

Para onde o dinheiro vai?

Usando mensalmente o cartão de crédito, dentro do limite estabelecido conforme destacado no primeiro tópico, é possível identificar com mais clareza como o dinheiro está sendo gasto e quais são os principais pontos a se evitar para ter mais economia no fim do mês. Com o auxílio do app é possível acompanhar o extrato e fazer correções de rota quanto ao uso do cartão.

O que é prioridade?

É muito comum encontrar pessoas que possuem mais de um cartão de crédito ativo. De acordo com dados do Banco Central (BC), no fim de 2019, foram registrados mais de 123 milhões de cartões ativos no país. No entanto, ao ter mais de um cartão é válido destacar que haverá mais de uma fatura a ser paga e com um único salário. Dessa forma, fica claro que migrar todos os gastos necessários para apenas um cartão é a decisão mais segura a se fazer para evitar surpresas desagradáveis.

Pagar as compras até quando?

Uma das principais vantagens do uso do cartão de crédito é o parcelamento de compras e serviços. Afinal, é um ótimo negócio quando, ao precisar de algo, não há o dinheiro à vista e pode-se parcelar sem juros. Contudo, esse benefício pode se tornar um grande vilão, pois o acúmulo de parcelas de diferentes compras pode encarecer sua fatura por longos meses, impedindo o uso do cartão em momentos de emergência, por exemplo. Portanto, a dica aqui é: parcele as compras em menos vezes e prefira, sempre que possível, pagar em uma única vez.

 Foto: Divulgação

Instagram