Como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência

Aproveitar a aposentadoria para descansar é importante, mas, essa não será a realidade dos brasileiros que não souberem como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência.

Aqueles que não pensam no assunto durante o início da vida, sofrem mais tarde com rendas baixas de aposentadoria e contas que só aumentam com a velhice chegando. Por isso, as dicas que trazemos aqui são muito importantes para quem está pensando no sossego de uma aposentadoria futura.

Comece cedo o planejamento

Veja bem, todo funcionário em regime CLT tem uma porcentagem do seu salário descontado para o INSS fazer o pagamento das pessoas que já estão aposentadas.

É assim que funciona: os trabalhadores ativos pagam os aposentados que já trabalharam para pagar as pessoas que antes eram pensionistas do INSS.

Por isso, houve no Brasil uma reforma previdenciária que visa mudar as regras de aposentadoria dos novos trabalhadores. Essa reforma excluiu a facilidade que as pessoas tinham de se aposentar antes dos 65 anos por tempo de serviço e agora, precisamos nos planejar e começar mais cedo a pensar no salário que receberemos na terceira idade.

Seja por meio de previdência privada, seja por meio de investimentos particulares, podemos garantir uma melhor condição de vida na aposentadoria.

Falaremos mais sobre isso, abaixo.

Faça bons investimentos

Mais do que nunca, quem pensa em como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência, deve saber investir e isso, infelizmente, é a minoria da população que sabe fazer.

Quando se pensa em investimento, o brasileiro comum imagina que a conta poupança bancária é uma ótima opção, mas existe outro inimigo que devemos combater, caso tenhamos o sonho de ter uma boa renda na aposentadoria: a inflação.

A inflação é a diminuição do poder de compra de uma população no longo prazo.

Por exemplo, se antes comprávamos tanta coisa com certo valor, hoje compramos muito menos com o mesmo dinheiro.

Essa conta, depois de muitos anos, corrói nosso dinheiro e acabamos nos aposentando mal financeiramente. Portanto, devemos entender um pouco mais sobre renda fixa e renda variável.

Como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência usando a renda fixa

Quem não faz ideia de como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência usando a renda fixa, deve entender primeiro como ela funciona. Resumindo, a renda fixa é o valor que é pago às pessoas que investem seu dinheiro em algum ativo que renda, todos os anos, o mesmo valor predefinido.

Por exemplo, uma pessoa que tenha mil reais para investir em um ativo comum de direito desportivo, por exemplo, saberá que, caso a taxa de rendimento seja de 10% ao ano, seu dinheiro lhe renderá 100 reais acima do valor investido inicialmente.

Uma pessoa que tenha essa conta em mente, conseguirá projetar esse valor para daqui 30 anos e os rendimentos que esse investimento trará na aposentadoria dela, garantiria uma melhor condição de vida durante a velhice.

Como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência usando renda variável

Diferentemente da renda fixa, quem pensa em como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência usando renda variável, deve saber que, como o nome diz, os rendimentos podem variar de acordo com a valorização ou desvalorização de uma empresa.

Por exemplo, alguém que invista os mesmos mil reais em uma empresa com alto potencial de crescimento anual, poderá estar muito bem durante a aposentadoria.

Pois, algumas empresas se valorizam muito com o tempo e o valor investido pela bolsa de valores em ações dessas empresas pode ser multiplicado por muitas vezes em apenas um ano.

No entanto, vale lembrar que é preciso ter conhecimento e trabalhar com especialistas em investimentos para buscar uma boa performance na bolsa de valores, afinal, existe a chance de uma empresa trazer prejuízo para seus investidores também.

Pense sempre no futuro

Ao investir para a aposentadoria, devemos levar em conta que o investimento deve ter sido, desde o princípio, pensando no futuro.

Podemos começar investindo a décima parte do salário mensalmente e ir evoluindo no mundo financeiro antes de dar passos largos, pois, a cautela é necessária nesse tipo de situação.

Existem riscos no mundo financeiro e toda pessoa que queira fazer um investimento, deve pensar na possibilidade de perder dinheiro, mesmo que, a longo prazo, as chances de ganhos sejam enormes.

Então, quem pensa em como planejar a sua aposentadoria após as últimas reformas da previdência deve considerar os pontos citados aqui, já que, depender do INSS para ter uma boa condição de vida aposentado não é uma opção, pois, a cada ano que passa, o sistema de aposentadoria que está em vigor vai se provando mais ineficaz e confiar nosso futuro a essa instituição é muito mais arriscado do que qualquer investimento.

Instagram