7 coisas que você deve eliminar agora mesmo do seu guarda-roupa

Dicas para evitar o acúmulo de peças sem uso

Manter o guarda-roupa em ordem é um grande desafio, até porque, todos os dias você está retirando alguma peça ali de dentro. No entanto, se você guarda apenas roupas e sapatos, está tudo bem.

O problema começa quando você armazena itens para aproveitar a mobília, entulhando um monte de coisas por ali. Pode até parecer que seu quarto estará mais organizado, mas a verdade é que isso pode te dar trabalho mais tarde.

Descubra agora sete coisas que você deve eliminar do seu guarda-roupa sem pensar duas vezes.

1.  Roupas e calçados que não usados há mais de seis meses

É normal querer guardar aquele sapato ou roupa que você só usou uma vez, mas se o tempo passou e os itens continuam no fundo no armário, é hora de se desfazer deles. A verdade é que estão apenas ocupando espaço no guarda-roupa e você provavelmente não vai usá-los de novo.

Você pode até seguir a regra de observar isso quando puxa as peças de verão ou inverno para frente das prateleiras. Percebeu alguma coisa que continua lá desde a arrumação do inverno? Doe ou revenda em brechós.

2.  Todas as peças que não te servem mais

Quem nunca guardou aquela roupa querida jurando que ia perder alguns quilos e voltar a vesti-la? Ou emagreceu e deixou aquelas calças mais largas ali no guarda-roupa?

Ok, é hora de aceitar que essas peças não servem mais no seu corpo, então, sem chances de voltar a usar. Desfaça-se delas.

3.  Tudo que você comprou por impulso e nunca usou

Compras por impulso acontecem principalmente nas épocas de promoções, então, você deve ter aquela camiseta que custou apenas R$ 10,00 ou aquele acessório que vinha de brinde na compra da segunda peça.

Esses itens estão novos e esquecidos no armário, e provavelmente você não vai estreá-los. Passe adiante sem pensar duas vezes e remova-os do guarda-roupa.

4.  Roupas que saíram de moda e não te agradam mais

A moda está se atualizando o tempo todo. Isso significa que você pode ter algumas peças que não são mais tendência e que não fazem seu estilo agora. Por mais que possam voltar a estar em alta, o melhor é doar ou vender.

Siga a mesma ideia da dica número um: se estiver há mais de seis meses no armário, é hora de dar adeus para essas roupas.

5.  Itens estragados que não compensa arrumar

Sapatos podem entrar nessa dica. O solado pode ter soltado, uma tira da sandália arrebentou ou um rasgo apareceu no tecido do tênis. Você deixou guardado por ser um dos seus preferidos, mas, ao pesquisar com o sapateiro, percebeu que arrumar sai mais caro que comprar um novo.

Nesse caso, o melhor é descartar os calçados, já que você certamente irá optar por adquirir novos.

6.  Roupas e sapatos velhos e estragados

Roupas muito velhas, já desgastadas ou desbotadas não precisam continuar guardadas. Você não deve usá-las nem para pintar os cabelos ou as paredes da casa.

A mesma regra é válida para aquele tênis que foi seu grande companheiro, mas, agora, está bastante surrado. Desapegue e jogue fora, pois você sabe que não vai voltar a usar esses itens.

7.  Presentes que você ganhou e nunca usou

Apesar de existir a possibilidade de troca, algumas vezes você pode ter preferido ficar com roupas, calçados e acessórios que não te agradaram tanto. A ideia era não desapontar quem te presenteou, porém, essas coisas nunca saíram do seu armário.

Se estiverem novas e em boas condições, aproveite para revender em brechós ou doar.

Com essas sete dicas seu guarda-roupas vai ficar mais organizado e você não vai ficar acumulando coisas que não serão usadas. Então, que tal segui-las quando for arrumar tudo?

Instagram