Como surgiu o celular? Saiba todas as curiosidades

Conheça a história da invenção do celular e suas curiosidades.

Há algumas décadas, ter um aparelho celular era um privilégio para poucos. Na verdade, geralmente o aparelho era de maior interesse daqueles que faziam parte do mundo corporativo.

Aos poucos, a situação foi evoluindo ao ponto de, hoje em dia, a maioria das pessoas afirmar que não sabem mais viver sem o celular. Com isso, no mercado atual, há modelos de celular recomendados para todos os públicos, desde crianças até idosos.

O celular é mais antigo do que você pensa

Foi em 1990 que o primeiro celular chegou ao Brasil, mais precisamente ao Rio de Janeiro. Porém, se você pensa que a revolução provocada por esse dispositivo começou nesta época, está enganado.

Em 1983, o americano Martin Cooper inventou o primeiro celular do mundo, chamado de Motorola DynaTAC 8000X. Uma curiosidade é que o tamanho dele era maior que os telefones fixos sem fio que usamos atualmente.

Entretanto, a história da telefonia móvel é ainda mais antiga. Há mais de 70 anos, em 1947, engenheiros buscavam uma forma de tornar a comunicação mais prática e rápida.

Porém, o impedimento era a falta de uma tecnologia avançada para a criação de um dispositivo que atendesse o que eles buscavam.

Sendo assim, muita coisa aconteceu até que o objetivo de tornar a ideia da telefonia móvel possível fosse alcançado. Ou seja, desde o momento em que os engenheiros começaram a focar nesse projeto  até o lançamento de Cooper com o DynaTAC 8000X, passaram 36 anos.

Evolução do celular no século XXI — o bluetooth e as câmeras

Quando o Nokia 3310 foi lançado, a evolução do celular já havia transformado os dispositivos móveis em aparelhos que, além das ligações, possibilitavam outras utilidades.

O envio e recebimento de SMS era uma delas. O avanço tecnológico, no entanto, ainda tinha novidades a apresentar. No ano de 2001, tivemos o lançamento do primeiro celular com tecnologia bluetooth e também do primeiro com câmera.

Porém, atualmente, quase ninguém usa o bluetooth para fazer troca de dados entre os dispositivos móveis. Ademais, a qualidade das fotos feitas pelos primeiros aparelhos com câmera nem sequer se aproximava da qualidade que temos hoje.

Tecnologia GSM

No ano de 2002, houve o lançamento do primeiro aparelho com conectividade celular através da tecnologia GSM: o BlackBerry 5810. Através dele, era possível enviar e-mails, o que significou mais um marco na evolução dos dispositivos móveis.

iPhone

Em 2007, Steve Jobs lançou no mercado o primeiro iPhone. Esse aparelho, definitivamente, liderou a revolução dos celulares.

A tecnologia touchscreen já havia sido inventada, entretanto, pouco aproveitada. O IBM Simon foi apresentado ao mercado como a novidade que permitia a navegação pela agenda de contatos por meio do toque na tela em 1994.

Porém, foi com Steve Jobs que os dispositivos móveis do século XXI ganharam uma tela sensível ao toque, que ocupava praticamente toda a frente do aparelho, descartando os botões físicos do teclado.

Dual Chip

O primeiro aparelho dual chip foi lançado em 2011. Essa evolução do celular, permite que uma pessoa dois números em um mesmo aparelho. Trata-se de uma funcionalidade bastante útil para separar a vida pessoal da vida profissional.

Celulares atuais

Durante algum tempo, o iPhone liderou o mercado e os modelos apresentados pela Apple estimularam os concorrentes a fabricar aparelhos do mesmo nível.

Hoje, é muito fácil encontrar conversas sobre qual sistema operacional é melhor ou quais outros modelos de aparelhos são, ou não superiores ao iPhone. Entre os concorrentes mais fortes estão, os modelos da Samsung e os da Xiaomi.

Decerto é que os dispositivos móveis, de um simples desejo de engenheiros de facilitar a comunicação, se tornaram um universo.

Universo esse que nos permite assistir e gravar vídeos, ler e enviar mensagens de texto instantâneas, solicitar serviços de carros particulares e entregas de comida, pagar contas, entre outras coisas.

Pode-se dizer que esse dispositivo se tornou, como muitos dizem, “uma extensão do nosso corpo”.

Instagram