Semana da Mobilidade: motoristas de ônibus sentem a vulnerabilidade de ciclistas em simulação realizada pela EMTU

Ações educativas para conscientizar sobre segurança e responsabilidade no trânsito fizeram parte da programação do Dia Mundial sem Carro

Motoristas de ônibus de linhas gerenciadas pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo participaram de um treinamento se colocando no lugar dos ciclistas, para sentirem a fragilidade a qual estão expostos diariamente. A iniciativa foi realizada durante um evento promovido na última quarta-feira (22/09), Dia Mundial Sem Carro, e como parte das ações da Semana Nacional de Trânsito, realizada pela EMTU e a Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

Dia Mundial Sem Carro

Na principal atividade, cerca de 20 motoristas se revezaram para pedalar em bicicletas ergométricas enquanto nove ônibus trafegavam em sequência ao lado deles, para vivenciarem a insegurança do ciclista no trânsito da cidade, especialmente quando não é respeitada a distância segura de 1,5 metros entre o veículo e o ciclista.

A ação aconteceu no Parque Villa Lobos, na zona oeste da capital paulista, com outras diversas ações educativas voltadas a incentivar um trânsito mais respeitoso e seguro.

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, que chegou de bicicleta ao evento após uma pedalada com um grupo de ciclistas pela ciclovia da CPTM, fez a simulação e falou da importância de uma relação responsável entre todos que utilizam as vias urbanas. “Hoje, no Dia Mundial Sem Carro, a STM e o Governo de São Paulo, vem promovendo ações que estimulam as pessoas a saírem do uso diário dos seus automóveis e passem a utilizar mais o transporte público ou bicicletas”, destacou Baldy. “Através da EMTU fizemos essa importante ação, colocando os motoristas em cima das bikes para que eles possam sentir na pele o que passam os ciclistas pelas ruas”, reforçou o secretário sobre a convivência harmoniosa entre motoristas e ciclistas.

Para Rodrigo Mariano da Silva, motorista de ônibus há 10 anos na Viação Miracatiba, a ação foi uma maneira inusitada de alertar sobre os cuidados necessários. “No volante do ônibus não conseguimos ter muita noção do susto que o ciclista leva. Neste treinamento ainda sabemos que vai passar um veículo bem perto, imagina um ciclista na rua sem saber”, comentou. “Na empresa já temos treinamentos, mas hoje nós, de fato, trocamos os papéis para ter empatia e nos colocar no lugar de quem é mais frágil”, observou Rodrigo.

O mesmo sentimento foi relatado por Reinaldo, motorista de ônibus da Viação Pirajuçara há 30 anos. “É muito diferente estar no lugar do ciclista, não é fácil para quem está pedalando sentir esses veículos pesados passando ao lado. Sentimos a vulnerabilidade deles e é evidente que qualquer falha pode resultar em uma fatalidade. Aprendi muito com o treinamento e se antes eu já dirigia com cuidado, agora vou redobrar”, garantiu.

Segundo a motorista Karliane da Cruz Santos, é muito diferente a percepção de conduzir um coletivo e estar em cima da bicicleta. “A impressão é que o ônibus vai atropelar, é muito perigoso. Dá muito medo e é uma sensação muito ruim. Qualquer buraco ou deslize pode causar um acidente. Essa experiência foi muito interessante e serviu para nos deixar ainda mais atentos”, afirmou Karliane.

O evento contou com outras atrações para estimular um comportamento gentil e responsável no trânsito. Com um ônibus cenográfico, atores da Cia. Sopa de Comédia interagiram com os motoristas e encenaram, de forma lúdica e divertida, situações erradas no trânsito, como desatenção e uso de celular na direção, e mostraram as atitudes conscientes e corretas para uma mobilidade segura.

Um cenário de trânsito foi montado com uma maquete interativa, que usava peças em miniaturas para mostrar situações de risco nas ruas. A atividade chamou a atenção para os conceitos de segurança para pedestres, alerta de semáforos e travessia na faixa.

Os motoristas de ônibus foram abordados por profissionais do Sest Senat (Serviço Social do Transporte e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte), através de uma blitz educativa, e orientados sobre prevenção de acidentes e cuidados para um trânsito mais seguro.

Foi inaugurada durante o evento a exposição de fotografias EMTU – OLHAR METROPOLITANO, resultado de um concurso realizado para conhecer o olhar dos passageiros sobre a rede de transportes intermunicipal. Entre 264 fotos participantes, 18 foram selecionadas para compor a exposição. A partir desta quinta-feira (23/09), as fotografias serão apresentadas na unidade da EMTU em São Bernardo do Campo e posteriormente a exposição itinerante irá para os terminais da EMTU.

O evento foi realizado com o apoio da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente – SIMA, Metrô e das concessionárias Unileste, Metra, Intervias, Internorte e Anhanguera.

EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo

EMTU – Vinculada à Secretaria dos Transportes Metropolitanos, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) é controlada pelo Governo de São Paulo. Fiscaliza e regulamenta o transporte metropolitano de baixa e média capacidade nas cinco regiões metropolitanas do Estado: São Paulo, Campinas, Sorocaba, Baixada Santista e Vale do Paraíba / Litoral Norte. Juntas, as áreas somam 134 municípios.

Vídeo EMTU: https://youtu.be/dhX-5LoY4_w

Vídeo Governo de SP: https://www.youtube.com/watch?v=zKofpD19Qj4

Foto:Divulgação

Instagram