Maquiagens exigem atenção especial para não prejudicar a saúde

Produtos podem causar reação alérgica

As maquiagens são uma das compras mais comuns durante essa época do ano. Seja para uso próprio ou para presente, esses acessórios simbolizam cuidados e podem ajudar a levantar a auto-estima.

Porém, assim como outros produtos químicos, eles requerem atenção especial. Segundo a Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), as maquiagens podem causar reações alérgicas. Saiba o que isso significa e como evitar situações como essa!

O que é e por que acontece a alergia às maquiagens?

A alergia à maquiagem é fácil de reconhecer. Também chamada de dermatite de contato, ela apresenta como sintomas vermelhidão, inchaço, coceira e descamação. Porém, essa situação pode ser confundida com uma irritação.

A diferença entre as duas reações é que a irritação aparece imediatamente depois da aplicação do produto. Já a alergia só dá sinais de 12 a 48 horas após o uso da maquiagem, além de poder descamar a região.

De acordo com estudo da Universidade de Columbia, a alergia acontece como uma reação do corpo a algumas substâncias do produto, como farnesol. Nesse sentido, algumas pessoas são mais sensíveis a terem esse quadro, enquanto outras não. Vale notar ainda que quem já é alérgico a outro item, como sabonete ou perfume, tem mais chances de também ter reação aos cosméticos para a beleza.

O que fazer para evitar alergias aos cosméticos?

Para quem tem alergia, não é preciso abrir mão dos produtos de make up. O mercado evoluiu, e agora é possível encontrar versões veganas e/ou hipoalergênicas, ou seja, mais suaves para as peles e que não costumam dar reação.

Um desses exemplos pode ser visto na Revista da Eudora. A marca, que pertence ao Grupo Boticário, possui diversas maquiagens veganas, isso é, que não são testadas em animais e desenvolvidas com substâncias que oferecem menos riscos.

Além disso, existem outros cuidados com relação ao uso e à manutenção dos produtos que todos podem ter – inclusive quem nunca teve alergia. Afinal, o fato de nunca ter tido uma reação não impossibilita que algo possa ocorrer. Veja só:

  • uso pessoal: assim como as escovas de quente, as maquiagens são de uso pessoal. Por serem produtos que entram em contato com as mucosas, eles podem transmitir microrganismos;
  • data de validade: ao contrário dos alimentos, as pessoas não costumam respeitar o prazo de vencimento dos cosméticos. Porém, isso é muito importante, já que, após certo tempo, as substâncias podem se modificar e até causar danos à pele;
  • guardar adequadamente: em geral, os fabricantes recomendam que os produtos não fiquem próximo da luz solar e da umidade, pois esses fatores podem alterar a composição. Desse modo, é fundamental guardar as maquiagens da forma correta;
  • teste: para quem tem receio de usar algum produto, vale a pena fazer um teste antes da compra. Muitas vezes, as lojas oferecem essa possibilidade, até para os consumidores verificarem se a make up é do jeito que eles imaginam;
  • tirar para dormir: além de fechar os poros e envelhecer a pele, dormir com a maquiagem ainda aumenta as chances de ter alergia. Por isso, depois do uso, é aconselhável utilizar produtos para a remoção ou, simplesmente, lavar o rosto e eliminar os cosméticos completamente;
  • produtos certificados: apenas os cosméticos pela Anvisa são seguros para uso, porque passaram por testes.

O que fazer em caso de alergia a um cosmético?

Ao identificar uma reação alérgica, é necessário que a pessoa busque ajuda médica o quanto antes. O tratamento irá depender da saúde e do quadro do paciente.

Em situações mais simples, o problema pode ser resolvido apenas com o uso de hidratantes. Porém, há ainda casos em que o profissional pode indicar a utilização de medicamentos que atuem na causa.

Por meio da ajuda médica, é possível ainda fazer testes para descobrir qual substância que foi responsável pela reação. A partir do resultado disso, o paciente deverá evitar o uso de produtos que contenham aquele (aqueles) itens na formulação.

Como visto neste artigo, quando o assunto é maquiagem, não basta usar a criatividade durante a aplicação. É necessário ainda saber reconhecer se uma alergia aparecer e as formas de evitá-las. Entre as medidas de cuidado estão adquirir apenas produtos testados pela Anvisa, armazenar os produtos corretamente e optar por linhas veganas ou que sejam hipoalergênicas.

Instagram