Perdeu o emprego? Saiba como não perder o carro

Monte seu planejamento para não ter de vender o seu veículo

O carro é um dos bens mais importantes para o brasileiro. Ter um veículo é essencial para muitas pessoas, pois traz comodidade e conforto para passeios, também podendo ser usado para trabalhar. Porém, se você perdeu o emprego, pode ser difícil manter um automóvel.

Se você ainda não tem previsão sobre um novo emprego e não quer se desfazer do seu veículo, é preciso pensar em maneiras de gerar uma renda e obter crédito a juros baixos para continuar possuindo o veículo.

Aqui, vamos dar dicas simples de como você pode manter a manutenção do seu veículo em dia mesmo estando desempregado. Confira as nossas dicas abaixo:

Faça as suas contas e monte um planejamento

Agora que você perdeu o emprego, você precisa fazer as contas e montar um planejamento financeiro. É preciso encontrar maneiras de cobrir gastos essenciais e evitar a geração de possíveis dívidas.

Então, refaça o seu orçamento, corte todos os gastos que forem supérfluos e some também todas as dívidas que possui. Também é importante somar todas as suas reservas financeiras para ter uma ideia de quanto tempo você terá para manter o seu padrão de vida.

Dessa maneira, você pode separar uma porcentagem do seu orçamento para os gastos com o carro e ficar tranquilo quanto à manutenção do veículo.

Troque dívidas mais caras por mais baratas

Se você possui dívidas de cartão de crédito, financiamento, empréstimo pessoal, cheque especial, você pode encontrar melhores opções de crédito para baratear o seu endividamento.

E o melhor é que você pode utilizar o seu carro para isso. Se você já possui um carro quitado em seu nome, você pode usá-lo para fazer o refinanciamento do veículo. Dessa forma, você oferece o automóvel como garantia ao banco para obter crédito sem tanta burocracia.

O refinanciamento é uma modalidade de empréstimo com juros mais baixos. É possível conseguir até 90% do valor do veículo na tabela FIPE, o que, dependendo do carro, pode ser uma excelente alternativa para “segurar a barra”.

Assim, você consegue crédito rápido para sanar suas dívidas e pode separar um percentual para cobrir os gastos do veículo durante um tempo. Procure por propostas que tenham parcelas acessíveis para o seu atual momento. Com isso, você não precisa sair do seu orçamento enquanto está desempregado.

Transforme o carro em um ativo

Aliado ao refinanciamento, você pode transformar o seu carro em um ativo e fazê-lo gerar renda para deixar a sua situação mais tranquila, enquanto não consegue se recolocar no mercado. Você está com muito tempo disponível, então deixe um espaço do seu dia para trabalhar como motorista de aplicativo.

Essa é uma boa maneira de conseguir uma renda para manter o seu padrão de vida e pagar as parcelas do refinanciamento em dia. Assim, você não tem que recorrer a empréstimos mais caros.

Se você não quiser trabalhar como motorista de aplicativo, você pode alugar o seu carro por diária para conseguir fazer dinheiro com o veículo sem sair de casa. Dessa maneira, você pode alugar o carro durante a semana, ganhar dinheiro e ainda usá-lo nos fins de semana para o lazer com a família.

Estava financiando o carro e perdeu o emprego? Saiba o que fazer!

Se a resposta para essa pergunta for “sim”, calma! Existem bancos que fazem o refinanciamento de carros que não estão 100% quitados. E mais, as instituições destinam parte do crédito para a quitação do financiamento.

Dessa maneira, você pode obter crédito e não irá perder o carro para o banco por não honrar com as parcelas do financiamento. O refinanciamento é uma excelente alternativa para manter um carro em uma situação de desemprego.

Pense bastante nas suas possibilidades, veja se é possível fazer o refinanciamento e busque as opções mais vantajosas para você.

Instagram