Laboratória abre novo processo seletivo para bootcamp de programação em formato inovador

Nos últimos cinco anos, cerca de 1.400 alunas se formaram como programadoras front-end e mais de 88% foram contratadas no Brasil por grandes empresas

No Brasil, segundo pesquisa da McKinsey, apenas 16% das vagas de tecnologia são ocupadas por mulheres, enquanto o setor continua aquecido, mesmo em tempos de pandemia.

Para mudar esse cenário, a Laboratória, que acredita no potencial e no talento de milhões de mulheres da América Latina, lançará mais um bootcamp de seis meses com foco em empregabilidade na área de programação.

A novidade do próximo curso é que haverá um modelo misto, unindo aulas presenciais em São Paulo (quando o cenário pós COVID-19 permitir) e aulas remotas. A frequência das alunas é obrigatória e, para poder participar, a mulher precisa ter disponibilidade de frequentar as aulas (presenciais e/ou remotas) cinco vezes por semana, de segunda a sexta, entre 13h e 18h.

No final do curso, a organização conecta as mulheres com as empresas para que possam dar início a uma promissora carreira na área tech. As alunas não pagam nada durante o bootcamp e, após conseguirem um emprego, elas devolvem um percentual do valor do curso (12% do salário) por até dois anos.

“Durante todo o bootcamp eu pude me desenvolver muito e crescer bastante. O aprendizado me deu bagagem para que eu conseguisse um emprego na Loggi, startup unicórnio no Brasil”, afirma Pri Theodoro, graduada da segunda geração de alunas.

O bootcamp prepara as mulheres para se tornarem desenvolvedoras front-end. Nos últimos cinco anos, cerca de 1.400 mulheres se formaram na Laboratória e mais de 88% das alunas no Brasil foram contratadas na área de programação, ou seja, melhoraram de imediato as suas vidas e transformaram o próprio futuro com uma carreira em tecnologia.

As inscrições da etapa online vão até dia 9 de agosto e, para se inscrever, basta acessar o site selecao.laboratoria.la

Critérios de seleção

●       Apresentar-se e identificar-se como mulher.

●       Ter no mínimo 18 anos ou 18 anos completos ao final do bootcamp. Não há idade máxima.

●       Ter cursado o Ensino Médio em escola pública ou em escola privada com bolsa integral.

●       Poder participar das aulas presenciais na região central de São Paulo quando voltar a ser seguro nos reunirmos pessoalmente.

●       Não estar cursando uma universidade durante o bootcamp, já que a formação requer dedicação integral.

●       Ter disponibilidade para frequentar as aulas 5 horas por dia (das 13h às 18h), 5 vezes por semana, durante 6 meses. As aulas serão presenciais e remotas.

LABORATÓRIA

A Laboratória é uma organização que acredita no potencial e no talento de milhões de mulheres da América Latina. Aqui, temos a convicção de que é possível transformar a vida e construir um futuro melhor. Por isso, oferecemos um programa de alta qualidade para que mulheres possam ter uma promissora carreira no mundo digital.

Nos últimos 5 anos, cerca de 1.400 mulheres se formaram na Laboratória como programadoras front-end. Mais de 88% de nossas alunas no Brasil foram contratadas.

Instagram: https://www.instagram.com/laboratoria_br/

Facebook: https://www.facebook.com/Laboratoriabr

Instagram