“Mobile App Trends Report” da Liftoff mostra que o Brasil oferece oportunidades imbatíveis para aquisição de novos usuários com seus baixos CPIs

Liftoff, líder em marketing e retargeting para aplicativos, divulga a mais recente edição do “Mobile App Trends Report” com as principais tendências para esse setor. Com as restrições relacionadas à COVID-19 e com as pessoas passando mais tempo em casa, o relatório da empresa destaca que os downloads de aplicativos atingiram a maior alta de todos os tempos, gerando resultados positivos para os profissionais de marketing para mobile. Além disso, o estudo indica que os profissionais de marketing devem ficar atentos em suas pesquisas e planejamentos devido ao aumento de fraudes publicitárias ano após ano.

Com base em dados de sua própria plataforma – e também da Adjust, uma empresa de medição e fraude móvel, e do App Annie, uma plataforma de dados e análises móveis -, o relatório analisa mais de 623 bilhões de impressões em 1.051 aplicativos móveis, 8,8 bilhões de cliques, 381 milhões de instalações e 478 milhões de eventos inéditos de 1º de setembro de 2019 a 31 de agosto de 2020. Para entender melhor o impacto da COVID-19 nos orçamentos de marketing, esse levantamento da Liftoff também contém resultados de uma pesquisa com 230 profissionais da área de mobile. O relatório, que contempla uma variedade de categorias como finanças, e-commerce, viagens, jogos e muito mais, revela as principais tendências no uso de dispositivos móveis.

Dados regionais (Brasil e América Latina)

De acordo com o estudo, a América Latina e a América do Norte contam com compradores engajados: as taxas de conversão são até 3 pontos percentuais maiores do que as globais (4%). A economia mais poderosa da América do Sul – o Brasil – oferece excelente oportunidade em aquisição de novos usuários com seus baixos CPIs. O país também apresenta uma taxa média de conversão em compra (5,1%) e assinatura (2,5%). A mesma situação acontece com o ROAS (retorno sobre publicidade investida): a nação alcança em média 17,1% no dia 7 e 35% no dia 30.

Negócios durante a pandemia

O relatório conclui que a pandemia impulsionou resultados positivos para os profissionais de marketing para mobile, com downloads de aplicativos em jogos, compras e finanças, atingindo níveis históricos. Para 75% dos profissionais de marketing, os usuários são altamente engajados, isto é, um resultado provável do anseio do público por conexão, comunicação e novos passatempos em meio à pandemia que forçou os lockdowns. Houve um boom no engajamento mobile: 70% dos profissionais dizem que o atual cenário tem trazido resultados favoráveis para seus negócios dentro do setor de mobile .

As receitas geradas por entretenimento, jogos e aplicativos sociais aumentam à medida que os usuários procuram novas formas de diversão. De acordo com o estudo, apps que agregam mais valor na era COVID-19 têm as taxas de retenção mais fortes, como alguns focados em e-commerce (associados com gastos), finanças (gestão de despesas) e notícias. Com relação ao alto engajamento e à retenção, 64% dos profissionais de marketing viram um aumento na receita e um incremento de 35% no orçamento.

Identidade do usuário: fraudes chegam a 15%

A aquisição de usuários ocorreu com mais facilidade, com os CPIs atingindo um valor mais baixo (US ﹩ 1,63) — 7% abaixo do total observado em 2019 (US $ 1,75). No entanto, o mercado exige que os profissionais de marketing auditem fontes e fiquem atentos: dados da Adjust constataram que os “fake users” – aqueles que emulam cliques, instalações e eventos no aplicativo, e fazem com que os anunciantes paguem por uma atividade não concluída – aumentaram 15% desde o ano passado. À medida em que a aquisição, o envolvimento e a retenção de usuários móveis aumentam, as atividades fraudulentas sofrem altas aparentemente.

Para ler o relatório na íntegra e saber mais sobre a Liftoff, clique aqui .

Metodologia

O “Mobile App Trends Report” (edição 2020) da Liftoff é baseado em uma análise de dados internos, feita de 1º de setembro de 2019 a 31 de agosto de 2020, incluindo 623 bilhões de impressões em 1.051 aplicativos móveis, 8,8 bilhões de cliques, 381 milhões de instalações e 478 milhões de eventos. Além disso, o relatório analisa as principais tendências e métricas que afetam a aquisição, engajamento e retenção em diversas categorias de apps – finanças, e-commerce, viagens, jogos e utilidades – e regiões – Ásia-Pacífico, EMEA (Europa, Oriente Médio e África), América Latina e América do Norte. Além de se basear nos dados internos da Liftoff, o levantamento apresenta percepções da Adjust e do App Annie.

Liftoff

A Liftoff é uma plataforma de marketing e retargeting de aplicativos para dispositivos móveis baseada em desempenho. Os dados dos usuários gerados na pós-instalação são usados para executar campanhas reais de aquisição e reengajamento de usuários de custo por ação. Com o aprendizado de máquina avançado e a segmentação idêntica, as campanhas Liftoff são otimizadas para impulsionar ações além da instalação, como reservar um hotel, fazer uma reserva ou renovar uma assinatura. O modelo de custo por ação da Liftoff ajuda os clientes a aumentarem e crescerem ao adquirirem usuários que gastam ativamente em eventos geradores de receita. Sediada em Palo Alto, Califórnia, com escritórios em Nova York, Londres, Paris, Seul, Cingapura e Tóquio, a Liftoff trabalha com as principais editoras e marcas de aplicativos em todo o mundo.

Instagram