Técnicas de respiração garantem melhor aproveitamento dos treinos

Para melhorar desempenho durante atividades físicas, é preciso estar atento ao tipo de respiração que cada prática demanda

Quantas vezes por dia você pensa na sua respiração? Não são muitas, né? É provável até que você não pense. Inspirar e expirar são movimentos tão involuntários e naturais que sequer precisamos nos programar para fazer. Contudo, quem consegue ter o controle da respiração em certas atividades garante inúmeros benefícios. 

Ter o controle da respiração não significa contar os intervalos entre cada respiração, ou segurar por mais tempo a expiração. É saber a melhor maneira para respirar de acordo com a atividade proposta. Na yoga, por exemplo, o foco na respiração é fundamental para a conexão com o próprio corpo. Para os exercícios físicos, não seria diferente. 

Muitas pessoas acreditam que prender a respiração contribui com uma maior capacidade de força, seja para levantar pesos, terminar aquele treino que já não aguenta mais ou andar mais rápido. Mas essa prática não é correta, pois é perigosa. Prender a respiração pode aumentar as chances de lesionar o diafragma. 

A respiração é fundamental para estimular a circulação sanguínea, mas, para oferecer os benefícios esperados, é preciso saber qual é a respiração certa para cada tipo de exercício. Ou seja, não basta inspirar e expirar durante os treinos; existe o movimento adequado para facilitar o fluxo de oxigênio e a saída de gás carbônico para cada atividade.

Entre os benefícios proporcionados pela respiração correta estão o maior condicionamento físico e, consequentemente, um melhor rendimento para o atleta, assim como um aumento na liberação de serotonina e endorfina, hormônios responsáveis pela sensação de bem-estar durante as atividades físicas. 

Para exercícios leves como as caminhadas, o recomendado é a tradicional respiração nasal. Inspire pelo nariz e solte pela boca, pois isso contribui com o relaxamento do corpo. Mas, a partir do momento em que essa técnica estiver incomodando, passe a respirar pela boca. 

Se a sensação de cansaço permanecer e a respiração estiver irregular, faça uma respiração profunda, inspirando e expirando lentamente. Esse método faz com que o corpo consiga captar mais oxigênio, o que aumenta a disposição. 

Para atividades aeróbicas, o indicado é praticar uma respiração regular, pois uma frequência constante ajuda a manter o condicionamento e facilita a concentração. Mas, se o exercício envolve pesos, como o tríceps testa, o ideal é adotar a respiração passiva. Expire quando estiver fazendo força e contraindo o músculo e inspire ao relaxar.

Além de estimular a circulação sanguínea, a respiração correta também ativa a musculatura, o que é fundamental para um bom desempenho e para diminuir as chances de lesões. Com essas dicas, a sua rotina de treinos e atividades físicas será muito mais fácil, aproveitada e proporcionará melhores resultados. 

Foto: Divulgação

Instagram