Quais fatores provocam a depreciação de imóveis?

Antes de vender ou alugar, proprietários precisam entender o que pode afetar o valor do imóvel.

Quem tem uma casa ou apartamento precisa saber o que faz o preço do local aumentar ou diminuir. Entender sobre depreciação de imóveis ajuda a fazer a valorização da propriedade, pois o dono pode saber a melhor hora de compra e de venda. Mas para quem está começando agora, pode ser difícil saber o que faz com que um imóvel deprecie.

Independentemente do tipo de imóvel, há diversos fatores que influenciam em seu preço. Conhecê-los evita dores de cabeça na hora em que o proprietário opta pela venda. Veja o que é depreciação de imóveis e o que afeta o preço de uma propriedade:

O que é depreciação de imóveis?

Antes de tudo, é preciso entender o que é depreciação. Trata-se da perda de valor com o tempo. Salvo raras exceções (artigos de luxo, por exemplo), qualquer item sofre uma queda de preço assim que é adquirido ou retirado da loja.

Esse processo ocorre porque o produto tem mais chances de sofrer escoriações, quebras, manchas e outros tipos de avarias durante o transporte. Além disso, o desgaste natural pelo uso surge com o tempo, mesmo que o dono seja cuidadoso.

O mesmo acontece com os imóveis. Até poucos anos atrás, muita gente acreditava que bastaria comprar um imóvel para ter lucro, mas não é bem assim. A perda de valor também pode ocorrer com uma casa ou apartamento por diferentes motivos.

Cobrar um aluguel abaixo do mercado, por exemplo, traz menos prejuízo que deixar o espaço vazio. Isso porque a manutenção do imóvel também influencia na depreciação: enquanto o imóvel estiver alugado, boa parte dos cuidados será de responsabilidade do locatário.

A vantagem é que imóveis também podem ganhar valor com o tempo. Quem, por exemplo, compra uma casa, realiza uma reforma e a transforma em um sobrado (com auxílio profissional, claro), pode vendê-la por um valor muito superior, principalmente se a localização estiver valorizada.

 

Quais fatores provocam a depreciação de imóveis?

Saber a taxa de depreciação de um imóvel depende bastante do objetivo do dono. Para investimentos, o dono terá uma estimativa de quanto o local valerá no futuro. Já para uso próprio, é possível saber o quanto será gasto em uma eventual reforma.

Má conservação

Encanamento antigo, infiltrações, telhas quebradas, vazamentos e acabamento envelhecido baixam muito o preço do imóvel. Afinal, se o comprador será o responsável por fazer toda essa reforma, ele deseja um valor que justifique todo o posterior trabalho.

O ideal é que o imóvel seja entregue reformado. Assim, o valor dele sobe e o comprador não terá uma impressão ruim sobre o negócio. Independentemente do valor cobrado, sempre existe a possibilidade de o comprador acreditar que está pagando demais por um imóvel mal conservado.

Depredação da região

Além dos fatores tempo e manutenção da propriedade, mudanças no entorno e a desvalorização da região e do tipo de imóvel também interferem na flutuação de preços. Se o local  não tiver facilidade de transporte e uma vizinhança tranquila, por exemplo, isso afetará o preço final.

O locatário ou comprador procura por facilidade. É comum que a busca por um imóvel inclua uma região com bom comércio e escolas, bem iluminada, asfaltada e segura. Se o comprador não encontrar um entorno onde possa resolver seu cotidiano sem precisar visitar outros bairros, possivelmente desistirá da compra.

Esse é, provavelmente, o fator mais importante para uma boa parte do público e, portanto, influencia de maneira considerável na depreciação do imóvel. Infelizmente, o dono do espaço não costuma ter como intervir nisso, a não ser fazendo solicitações ao poder público para a melhoria local.

Decoração ultrapassada

Uma decoração antiquada dá a impressão de que o imóvel foi abandonado — o que, consequentemente, diminui o interesse e o valor de venda ou aluguel. Isso porque o comprador ou locatário terá que investir em novos itens para deixar o local apresentável.

Isso não significa que o dono de um imóvel precise conhecer tendências de decoração e arquitetura. Nesse caso, o mais fácil é procurar por móveis, enfeites e cores clássicas. Aposte no minimalismo.

Documentação irregular

É muito difícil vender um imóvel que esteja em falta com as documentações legais. Como dito, quem está à procura de uma casa ou apartamento deseja o máximo possível de praticidade — e isso inclui não ter que resolver pendências com a Justiça.  Além disso, a pessoa interessada teria que desembolsar um bom dinheiro para regularizar os papéis, o que afeta o preço do imóvel.

Instagram