Connected Smart Cities & Mobility, Parque Tecnológico de SJC e Spin Soluções Públicas Inteligentes assinam com Governo de São Paulo criação do primeiro Sandbox Regulatório Estadual do Brasil

Empresas e Startups podem testar projetos inovadores na temática de Cidades Inteligentes, com acordo assinado nesta sexta-feira

Connected Smart Cities & Mobility, em parceria com o Parque Tecnológico de São José dos Campos e a consultoria SPIn Soluções Públicas Inteligentes, assina com o Governo do Estado a criação do primeiro Sandbox Regulatório Estadual do Brasil. Será o primeiro ambiente de teste estadual do país, criado pelo Governo de São Paulo, para apoiar empresas e startups a testarem projetos inovadores na temática de Cidades Inteligentes.

Connected Smart Cities & Mobility

O Governador João Dória, acompanhado do Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, anunciou o acordo nesta sexta-feira, 08, durante evento do Programa “Retoma SP”, em São José dos Campos. Os municípios da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte já terão apoio técnico do Estado para organizar seus ambientes Sandbox, juntamente com o Parque Tecnológico de SJC, que sedia os principais testes do sistema 5G no Brasil.

Sandbox

A criação de uma área separada de todo o resto do seu PC que pode ser usada para testar qualquer programa, sem medo de que ele danifique o sistema caso algum arquivo nocivo entre em ação, é conhecida por Sandbox. Esse ambiente de teste regulatório é um modelo britânico trazido ao Brasil com a Lei Complementar Federal n.º 182/21 (que trata do Marco Legal das Startups e do Empreendedorismo Inovador).

A Lei permite a “órgãos e entidades da administração pública com competência de regulamentação setorial, individual ou em colaboração, afastar a incidência de normas sob sua competência, em relação à entidade regulada ou aos grupos de entidades reguladas”. Isso acontece no âmbito de programas de ambiente regulatório experimental (sandbox regulatório).

Cidades Inteligentes

São Paulo será o primeiro estado brasileiro a adotar o modelo, que criará ambientes em que as empresas, principalmente as iniciantes (startups), poderão oferecer e testar novos produtos e serviços no âmbito de cidades inteligentes, sem as limitações impostas pelas regulamentações vigentes.

“O Governo de São Paulo é o primeiro do Brasil a levar o Sandbox Regulatório para seus municípios. Esse será um importante instrumento para a retomada da economia e promoção de negócios inovadores em todo o estado”, comentou o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Parque Tecnológico de São José dos Campos

“Com o Sandbox Regulatório Estadual estamos elevando o conceito de Cidades Inteligentes em São Paulo. Já aplicamos no Estado, nos municípios e agora possibilitamos que empresas e startups possam testar seus serviços e produtos inovadores. O Governo do Estado segue empenhado em tornar São Paulo mais tecnológico”, conclui o Coordenador do Programa Cidades Inteligentes do Estado, Igor Cunha.

Connected Smart Cities & Mobility

“Como idealizadora do Connected Smart Cities & Mobility, vejo um passo muito importante que o Estado de São Paulo está tomando com a criação do primeiro Sandbox Regulatório Estadual do Brasil. Essa é uma grande oportunidade que as empresas e startups terão para colocar em prática projetos de Cidades Inteligentes. Dessa forma, ganham as cidades e os cidadãos. Esse é o objetivo do Connected Smart Cities & Moblity, fazer conexões com propósito para que as cidades tornem-se mais conectadas, humanas e resilientes”, afirma Paula Faria, CEO da Necta e idealizadora do Connected.

O Decreto do ambiente de teste regulatório estadual será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) nas próximas semanas.

Primeiro Sandbox Regulatório Estadual do Brasil

Mais informações sobre cidades inteligentes pelo site CSCM.

Foto:Divulgação

Instagram