Como funciona a receita médica digital? 5 benefícios para uso

A maior utilização da telemedicina trouxe também a necessidade da prescrição digital. Entender como funciona a receita médica digital vai facilitar a sua vida e você ainda vai economizar tempo. Vamos te explicar porquê neste artigo.

A pandemia do Covid-19 fez com que o avanço da telemedicina fosse acelerado para que a alta de demanda de consultas fosse possível. Contudo, a prática da prescrição digital que veio junto com as consultas digitais vai muito além delas. É uma realidade que veio para ficar e tem sido cada vez mais utilizada em também nas consultas presenciais.

Para entender como funciona a receita médica digital, é preciso começar pelas definições. Então, vamos lá!

O que é receita médica digital?

A receita médica digital é a prescrição médica feita em meio digital e mantida virtualmente e que possui valor legal. Ou seja, ela é um documento digital proveniente de uma consulta médica que é enviado para o paciente também em meio digital.

Receita digital é igual a receita digitalizada?

Receita digital e receita digitalizada não são a mesma coisa. A principal diferença entre elas é que a receita digital possui a assinatura eletrônica do médico, enquanto a digitalizada não. Isso porque a receita digitalizada é apenas uma cópia escaneada ou fotografada da receita física. Dessa forma, ela não possui valor legal.

Mesmo aquelas receitas que são criadas em documentos de Word, por exemplo, e impressas, não são consideradas digitais. Para ser considerada uma receita digital, é preciso haver a assinatura digital válida.

Dessa forma, a receita digital é uma prescrição que foi criada em meio eletrônico e é enviada para o paciente também por meio eletrônico, como por mensagem ou email.

Agora você deve estar se perguntando então como uma receita digital pode se tornar válida, certo?

Como funciona a receita médica digital?

Para um médico começar a utilizar a receita digital o primeiro passo é ter um certificado digital, ou seja, sua assinatura digital que nada mais é do que uma senha criptografada.  De acordo com a portaria nº 467 do Ministério da Saúde, publicada em 20 de março de 2020, para ser válida, essa assinatura deve ser certificada pela Infraestrutura de Chaves Brasileira, a ICP-Brasil.

Depois disso, ele está habilitado a prescrever digitalmente. Uma das maneiras para começar é escolhendo uma plataforma que facilite a criação das receitas. A Memed, por exemplo, é uma plataforma gratuita que possui mais de 60 mil medicamentos cadastrados em seu banco de dados. A Memed funciona como uma plataforma de prescrição digital.

É importante lembrar que não é só porque a prescrição médica é digital que ela possui conteúdo diferente da física, certo? Ela deve seguir as mesmas orientações para ser válida. Depois que estiver completa com todas as informações exigidas, ela é enviada para o paciente por mensagem de texto SMS ou WhatsApp ou também por email.

Com a receita médica digital você tanto pode adquirir os medicamentos online, como pode ir até uma farmácia física com a sua receita digital. Não é necessário imprimir. Basta enviar para a farmácia ou mostrar o QR code da receita.

Na farmácia, o farmacêutico vai conferir a autenticidade da receita, como a validade da receita e se ela realmente está assinada digitalmente com o certificado digital. Para isso ele vai até o site Validador de Documentos Digitais e conferir a assinatura. Se ela estiver regular, ele poderá dispensar os medicamentos normalmente.

Caso a assinatura não seja válida, ele não poderá dispensar os medicamentos e vai devolver a receita, orientando que o paciente retorne ao médico para trocar a receita.

5 benefícios da receita médica digital

1.   Agilidade na prescrição de medicamentos

Os médicos podem acessar a receita digital de qualquer lugar. Além disso, eles contam com um banco de dados de medicamentos online que facilita a tomada de decisão. Sem contar que eles já podem ter um modelo de prescrição salvo e apenas selecionar os medicamentos que desejam prescrever, sem precisar nem mesmo digitar. Em alguns segundos ela é enviada para o paciente.

2.   Ampliação do acesso à saúde

Como as receitas médicas digitais funcionam da mesma maneira que as receitas físicas tradicionais e possuem validade jurídica, isso possibilitou a ampliação do número de consultas online.

Consequentemente, o acesso à saúde também tornou-se maior, já que em locais onde carecem de algumas especialidades médicas, com a consulta online esse quadro pode mudar.

3.   Maior segurança

Para prescrever por meio da receita médica digital o prescritor precisa ter sua assinatura digital que é conferida antes da dispensação do medicamento. Isso ajuda a diminuir as fraudes de assinaturas.

4.   Menores chances de erros

Certamente você já deve ter ouvido falar na famosa letra de médico, certo? Ela se tornou sinônimo de letra ilegível e isso aumenta muito as chances de erros de prescrição. Com a receita médica digital esse tipo de erro dificilmente vai acontecer, o que traz ainda mais segurança ao paciente.

5.   Redução de custos

Para emitir uma receita digital o único gasto que o médico terá é com o certificado digital. Não é mais preciso imprimir várias páginas de receituários. Isso vai economizar na quantidade de papel e de tinta que não precisarão mais ser comprados. 

Agora que você já viu como funciona uma receita médica digital e conheceu os princiais benefícios, outra dúvida bem comum de surgir, principalmente quando é a primeira vez que se recebe uma prescrição digital, é se a farmácia aceita essa receita digital.

Como saber se uma farmácia aceita receita digital?

Assim como o médico não é obrigado a prescrever digitalmente, a farmácia também não é obrigada a aceitar uma receita digital. Por isso, para saber se uma farmácia aceita receita digital é necessário pesquisar.

No entanto, todas as grandes redes aceitam a receita digital, pois além de trazer mais segurança, também é benéfico para o estabelecimento. Por outro lado, em plataformas como a Memed, assim que o paciente recebe a receita ele já consegue ver em quais farmácias ele está disponível, podendo também efetuar a compra online.

Vale ressaltar que as notificações de receita, como as notificações para medicamentos da lista C2, A, B1 e B2, ainda não podem ser emitidas pelo meio digital. Pois elas precisam de um talonário especial. Então, essas não são aceitas na forma digital pela farmácia.

Instagram