Bariátrica: os principais critérios para a redução de estômago

A cirurgia bariátrica é um procedimento cirúrgico para redução de estômago. Assim como outras cirurgias, há fatores que indicam se o paciente está apto a fazê-la ou não

Bariátrica é um procedimento cirúrgico que consiste em um conjunto de técnicas para a redução do estômago e que é destinado à diminuição de peso em pacientes com obesidade. Esse tipo de cirurgia é reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina, e é indicado ao paciente seguindo uma série de critérios.

Embora a obesidade esteja associada a fatores genéticos, ela também pode ser reflexo de hábitos cada vez mais comuns: o sedentarismo e a alimentação desequilibrada. Dados de 2020 do Ministério da Saúde apontam que 55,7% dos brasileiros estão acima do peso e 19,8% estão obesos. Diante desse cenário, a procura por tratamentos para perda de peso, como a bariátrica, têm crescido.

Como dito anteriormente, no entanto, a bariátrica é um procedimento indicado seguindo alguns critérios, visto que apresenta riscos como qualquer outra cirurgia. Conheça melhor esses critérios:

Para quem a cirurgia bariátrica é indicada?

De acordo com o Ministério da Saúde do Brasil, um paciente é considerado apto a fazer a cirurgia bariátrica quando:

  • Apresenta IMC (índice de massa corporal) maior do que 40 kg/m², independentemente da presença de comorbidades, ou seja, doenças associadas à obesidade;
  • Apresenta IMC entre 35 e 40 kg/m² na presença de comorbidades;
  • Apresenta IMC entre 30 e 35 kg/m² na presença de comorbidades que sejam obrigatoriamente classificadas como “grave” por um médico especialista na respectiva área da doença.

Um fator muito importante que deve ser questionado antes da cirurgia é se o paciente já tentou emagrecer sem sucesso por um período de dois anos, em média, com acompanhamento médico, além de dieta, exercícios físicos e uso de medicamentos.

Qual é a idade indicada para fazer bariátrica?

Além dos critérios listados acima, a idade é outro fator que deve ser levado em consideração. Pacientes entre 18 e 65 anos não têm restrição. Já a partir dos 65 anos, o paciente deve passar por uma avaliação médica individual mais rigorosa.

A bariátrica também pode ser feita em adolescentes, mas essa é uma opção que só deve ser considerada caso o tratamento clínico com mudança nos hábitos e estilo de vida falhe. De acordo com o Ministério da Saúde, a idade mínima para a cirurgia é de 16, desde que o paciente corra risco de morte por conta da obesidade.

Cuidados após a bariátrica

No período pós-operatório existem alguns cuidados mais específicos com a dieta. Nos primeiros 7 a 10 dias ocorre a dieta líquida. Após esse período é feita a transição para a dieta pastosa, e em torno dos 25 a 30 dias depois da cirurgia ocorre a transição para a comida normal.

Importante ressaltar que desde a primeira semana os pacientes em período pós-operatório devem iniciar a suplementação vitamínica, que pode ser feita por meio de nutracêuticos. Isso é necessário devido à ingestão reduzida de alimentos.

Além dos cuidados no pós-operatório, é necessário que haja uma mudança nos hábitos do paciente no longo prazo. Não se trata apenas de reduzir a quantidade de comida, mas se certificar de incluir mais frutas, verduras, legumes no cardápio e diminuir os carboidratos e alimentos gordurosos. Exercícios aeróbicos ao menos três vezes na semana e exercícios para fortalecer a musculatura também são altamente recomendados.

Instagram