As principais dúvidas de adolescentes sobre menstruação e como falar sobre isso

Tratar o assunto com a naturalidade que ele merece é uma forma de empoderar a garota, ensinando-a a respeitar e cuidar do corpo.

A menarca, como é chamada a primeira menstruação, é um marco bastante importante na vida de qualquer garota. Afinal, este é o primeiro contato real dela com o ciclo menstrual, sendo um simbolismo de que a infância ficou para trás.

Totalmente natural, a menstruação ainda gera vergonha em muitas mulheres, e a falta de conhecimento sobre o próprio corpo pode ser bastante perigoso. Afinal, quem não conhece o seu organismo não sabe reconhecer se algo não está bem.

É fundamental quebrar o tabu da menstruação e trazer o assunto para dentro de casa, das salas de aula e do bate-papo entre mãe e filhas, assim como irmãs e amigas. A garota bem informada fica apta a cuidar de si e do seu futuro.

Conversar sobre sexo e ciclo menstrual não vai incentivar a menina a iniciar sua vida sexual, mas vai permitir que ela tenha informação para tomar decisões conscientes, com confiança nos pais e nos cuidadores para tirar dúvidas ou contar o que achar pertinente.

Apesar de termos acesso a muito mais informação do que nossas avós, as dúvidas sobre menstruação ainda existem, mas podemos esclarecê-las da maneira correta, sem o risco das fake news que povoam a internet.

Confira, a seguir, algumas das principais dúvidas que as adolescentes têm sobre o tema e como elas podem ser esclarecidas. Se você tiver qualquer indagação sobre o tema, o pediatra ou o ginecologista pode te auxiliar a responder às questões da melhor maneira possível.

Menstruação tem cheiro?

Não deve ter. O odor característico do sangue menstrual aparece apenas quando ele tem contato com o ar. Dentro da vagina ou no absorvente, ele não deve ter cheiro algum. Se houver qualquer desconfiança sobre o cheiro da menstruação, vale a pena marcar uma consulta com o ginecologista.

É normal atrasar?

Nos primeiros dois anos, após a menarca, é bastante comum ter um ciclo irregular, com a menstruação vindo em um mês e falhando em outros. Isso ocorre com 43% das jovens, e é normal. Com o passar do tempo, a produção hormonal se regulariza, e a menstruação também.

Quanto sangue sai?

Tem dias que parece que o fluxo está mais intenso, não é mesmo? Na realidade, perde-se cerca de 6 colheres (sopa) ou ¼ de xícara (chá) de sangue por mês. Algumas meninas têm o fluxo ameno e conseguem usar protetores diários durante todo o ciclo, enquanto outras têm fluxo intenso e precisam usar absorventes noturnos para conter o sangramento. Está tudo bem em ambos os casos, mas se houver qualquer incômodo ou dúvida, o ginecologista deve ser consultado.

Como lidar com a cólica?

Chamada de dismenorreia, ela pode ser primária, quando aparece nas primeiras menstruações, ou secundária, quando é causada por algum outro problema (endometriose, cistos, etc). Nem toda mulher sofre com esse incômodo, que pode ser bastante doloroso.

O normal é que a cólica seja aliviada com o uso de analgésicos comuns e bolsa de água quente. Se for muito intensa e incapacitante, o médico deve ser consultado para investigar se há algum problema causando a dor.

Como reconhecer o período fértil?

Além de baixar aplicativos, nos quais é possível apontar o primeiro dia da menstruação e acompanhar o andamento do ciclo menstrual, o corpo dá sinais de que está ovulando.

Algumas meninas sentem uma leve cólica nos dias da ovulação, de um único lado do abdômen. O muco vaginal também muda e aparece mais frequentemente na calcinha. Ele se torna mais intenso e pegajoso, lembrando clara de ovo, e não tem cheiro.

Instagram