Como ser bombeiro militar e entrar nessa carreira?

Sempre em alta na confiança da população, o Corpo de Bombeiros é uma das instituições mais honradas do país

Uma profissão honrada para ninguém colocar defeito. Ser bombeiro e salvar vidas que correm perigo é, sem dúvida, uma das carreiras mais respeitadas e sonhadas por boa parte de crianças e jovens que se encantam com a passagem dos caminhões vermelhos. 

De acordo com os Índices de Confiança Social, monitorados pelas pesquisas anuais do Ibope Inteligência, o Corpo de Bombeiros ocupa a liderança em termos de confiabilidade continuamente aos olhos da população, e, no estado de São Paulo, por exemplo, o salário pode chegar a R$ 11 mil para a posição de Coronel.

Mas como seguir a carreira de bombeiro militar? O que é preciso para fazer desta missão a sua carreira? Confira a seguir!

O primeiro passo para se tornar um bombeiro militar é fazer um concurso público. De forma geral, o certame é promovido pela Polícia Militar e, dentro da corporação militar, os interessados devem realizar novas provas para ingressar, de fato, no Corpo de Bombeiros. 

Como em qualquer outra área, há alguns requisitos a serem cumpridos por quem deseja ser bombeiro, com destaque para: 

  • ser brasileiro;
  • ter idade entre 17 e 30 anos;
  • ter estatura mínima de 155 cm (para mulheres) e 160 cm (para homens);
  • não ter tatuagem que faça alusão à ideologia terrorista ou extremista, discriminação ou preconceito, ato libidinoso e ideia ofensiva aos direitos humanos;
  • estar em dia com obrigações eleitorais (ambos) e militares (homens);
  • ter concluído o ensino médio ou equivalente;
  • ter boa conduta social, reputação e idoneidade ilibadas;
  • não ter sido responsabilizado por ato contra o patrimônio público e condenado em processo criminal transitado em julgado nos últimos cinco anos antes do concurso;
  • ser habilitado para condução de veículo motorizado entre as categorias “B” e “E”.

Ainda sobre a prova, vale destacar que elas são objetivas e dissertativas, e o candidato precisa ser aprovado, também, em exames de aptidão física, de saúde e passar por testes psicológicos, avaliação de conduta social e análise de documentos.

Geralmente, os concursos internos para o ingresso no Corpo de Bombeiros são realizados todos os anos, mas dependem da necessidade e do orçamento disponível. As provas internas são escritas e apresentam questões de matemática, química e física, por exemplo, além de mais testes de aptidão física. Após aprovados, os aspirantes a bombeiros devem fazer um curso de formação específica para atuar na corporação.

Foto:Divulgação

Instagram