4 mitos e verdades sobre o uso do refrigerador e da geladeira

Considerados alguns dos aparelhos mais básicos em um domicílio, geladeira e refrigerador exigem uso cuidadoso e manutenção constante. Confira alguns mitos e verdades sobre como usá-los.

Eletrodomésticos, como refrigeradores e geladeiras, são essenciais e básicos em qualquer casa, já que garantem a manutenção dos alimentos e aumentam a proteção contra contaminação por micro-organismos, como bactérias.

Como ambos eletrodomésticos funcionam o dia inteiro, eles requerem cuidados para prolongar o funcionamento adequado. Por serem bastante importantes, muitas vezes, esses aparelhos são utilizados para outros fins, o que acaba gerando prejuízos.

Nesse contexto, é comum surgir dúvidas sobre o que fazer ou não com esses eletrodomésticos. Por isso, se você suspeita de que há problemas ao ligar o refrigerador, confira alguns boatos e verdades sobre o uso desses aparelhos.

Secagem de roupa

A prática de secar roupas na parte traseira desses aparelhos, em que ficam os dutos que retiram o calor do interior desses eletrodomésticos e mantêm o ambiente interno em uma temperatura reduzida, é comum, porém, prejudicial.

Essa parte traseira pode apresentar uma temperatura mais elevada em comparação ao ambiente em que a geladeira se localiza, o que motiva muita gente a secar as roupas nessa área.

Contudo, isso é extremamente ruim, pois sobrecarrega o funcionamento dos dutos, que deverão trabalhar ainda mais para manter a temperatura interior refrigerada e secar as roupas.

Por isso, se sua intenção é secar as roupas mais rapidamente, não use a geladeira. Em vez disso, compre uma secadora, aparelho que é especialmente voltado para essa função.

Alimentos quentes

A ideia de que é bom deixar alimentos esfriarem antes de serem colocados na geladeira ou no refrigerador é verdadeira. Antes de guardar o que sobrou do almoço, desde feijão até carnes, é recomendado deixar que a comida fique à temperatura ambiente.

Se a ideia é que o ambiente interno desses eletrodomésticos seja mantido em uma temperatura reduzida, inserir alimentos quentes também acaba sobrecarregando o funcionamento dos aparelhos e desregula o clima dentro deles.

Abertura e fechamento da porta

Outra verdade é que abrir e fechar as portas da geladeira toda hora prejudica o funcionamento dela. Isso ocorre porque esse movimento permite a entrada de ar exterior (mais aquecido) no interior do aparelho, o que prejudica a potência e o rendimento, aumentando o consumo diário de energia elétrica.

Por isso, antes de abrir a geladeira, pense se você precisa retirar outros itens de lá e faça tudo de uma vez. Também é recomendado repetir isso na hora de guardar alimentos. Outra dica importante é: se a geladeira ou o refrigerador acabou de ser entregue na sua casa, espere cerca de duas horas antes de ligá-los na tomada.

Isso é importante, pois, ao longo do trajeto, o óleo responsável por lubrificar o motor pode ter balançado e escorrido pelos dutos que sugam o gás frio, que garante a refrigeração. Desse modo, é fundamental mantê-lo na posição padrão em que será usado e dar tempo para que o óleo volte para o lugar correto, evitando riscos de vazamentos.

Ovos guardados na porta

Outro mito bastante recorrente diz que não é recomendado guardar ovos na porta da geladeira. Embora seja verdade que os alimentos guardados nessa área sofrem mais com a mudança de temperatura, já que abrir e fechar a porta interfere na conservação, isso não impede que os ovos sejam armazenados ali.

Se você optar por deixá-los nessa parte, é bom consumi-los em poucos dias. Agora, caso você ache que não vai cozinhá-los tão cedo, é melhor armazená-los no fundo do refrigerador, região que apresenta menos variação de temperatura em comparação às portas.

Instagram