Profissionais de TI apostam na qualificação e reciclagem para crescer na carreira

Demanda por mão de obra altamente qualificada tende a aumentar cada vez mais

Qualquer bom profissional, além da formação e experiência necessárias para exercer a sua profissão, também deve se manter atualizado. Com um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, quem deseja se destacar e ter mais oportunidades precisa investir na própria carreira. Conhecimento nunca é demais, e hoje há diversas possibilidades de aprendizado, seja por meio de cursos, pós-graduação, bootcamps, etc.

Essa premissa vale para toda e qualquer área de atuação. No entanto, para os profissionais de Tecnologia da Informação (TI), a qualificação (upskilling, em inglês) e a reciclagem (reskilling, em inglês) são quase uma obrigação para que consigam se destacar. Afinal, a tecnologia evolui na velocidade da luz, e é preciso ficar antenado às mudanças que ocorrem nesse setor.

Prova disso é que uma pesquisa realizada pela Robert Half, em parceria com a Fundação Dom Cabral, revelou que os profissionais de TI são o segundo grupo que mais praticam qualificação e reciclagem (36,9%). Eles perdem apenas para os profissionais de gestão de pessoas (40,85%) e ficam na frente dos profissionais de vendas e marketing (35,5%).

Ainda segundo a pesquisa, os recrutadores das empresas entrevistadas relataram que está mais difícil encontrar profissionais qualificados atualmente. O resultado é que sobram vagas para algumas posições que exigem conhecimento técnico apurado.

Esse cenário só mostra que os profissionais que investem em qualificação e reciclagem acabam ganhando mais espaço no mercado de trabalho, sendo mais disputados e  valorizados pelas empresas, inclusive financeiramente. 

No mundo pós-pandemia, esses profissionais se tornaram ainda mais importantes. As empresas que continuaram operando durante a crise sanitária global precisaram migrar para o digital. Isso levou ao desenvolvimento de novos aplicativos, sistemas e softwares. Como resultado, os empregadores tiveram de requalificar sua força de trabalho para usar essa tecnologia.

A digitalização do mercado de trabalho está criando novos postos que não existiam há até pouco tempo, e estão associados principalmente ao uso e desenvolvimento de tecnologia, como os profissionais de análise e desenvolvimento de sistemas, desenvolvedores (devs) de aplicativos, especialistas em cloud computing, experiência do usuário, entre outros.

A demanda por profissionais ligados a essas novas áreas tende a aumentar cada vez mais. Com isso, mais pessoas estão agora procurando adquirir essas habilidades e encontrar trabalho dentro do setor de tecnologia em expansão. Para quem não quer perder essas oportunidades, qualificação e reciclagem são a chave.

Foto:Divulgação, istock

Instagram