Maior evento Trans da América Latina traz Angelica Ross, Dominique Jackson, Majur e Nick Cruz em sua programação

Duas das protagonistas da série POSE, Candy Ferocity e Elektra Abundance-Evangelista, são presenças confirmada na 5ª MARCHA DO ORGULHO TRANS DE SÃO PAULO

No mês de junho, entre os dias 03 a 24, acontecerá a 5ª edição da Marcha do Orgulho Trans de São Paulo (2022), o maior evento de protagonismo de Travestis, pessoas Transgêneros Binárias e Não Binárias, da América Latina. Neste ano, o evento será em formato híbrido, com eventos presenciais e online, e contará com personalidades de renome, como Angélica Ross, Dominique Jackson, Erika Hilton, Majur, Pri Bertucci, Nick Cruz, Bixarte, Cidão Furacão, Danny Bond entre outras pessoas convidadas.

5ª edição da Marcha do Orgulho Trans de São Paulo (2022)

Nos dias 03, 10 e 24 de junho, das 19h às 22h30, serão realizados eventos online, transmitidos pelo YouTube e TikTok, com a participação de personalidades de renome, como Dominique Jackson. Já o consagrado evento presencial, a 5ª Marcha do Orgulho Trans, acontecerá no dia 17 de junho no Largo do Arouche, das 12h às 21h.

Como parte da programação, nos dias 11 e 12 de junho, também teremos a primeira Feira Trans de empreendedorismo, inovação e empregabilidade, que tem como objetivo educar as empresas sobre a inclusão da população Trans não só no mercado de trabalho, mas no universo da tecnologia. Ressalta-se que, no dia 11, das 21h à 01h, haverá uma festa Ballroom com uma disputa de performances.
Essa é uma iniciativa do instituto [SSEX BBOX] com o apoio da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, que trará importantes testemunhos sobre essa questão e, em especial, da atriz e líder em inclusão de pessoas Trans no mercado de tecnologia dos Estados Unidos, Angélica Ross.

Feira Trans

Durante a Feira Trans, dia 11/06, das 11h às 15h, haverá um Brunch especial no Café [SSEX BBOX], durante o lançamento do DOSSIÊ DE LINGUAGEM NEUTRA INCLUSIVA, livro de Pri Bertucci, com um resumo de sua pesquisa de dez anos sobre o tema. O painel de lançamento terá a participação da professora Jaqueline Jesus e Francesco Crisci, que trará reflexões de UX e linguagem neutra e inclusiva. Às 18h, Angélica Ross apresentará o painel Trans Tec. No domingo, dia 12/06, às 14h, também teremos a oficina de Drag King Queer e, às 16h, o lançamento do SELO DE IGUALDADE TRANS, iniciativa do Gabinete da vereadora Erika Hilton e Instituto [SSEX BBOX], que trará benefícios para empresas comprometidas com a contratação de pessoas Trans em seus quadros de pessoas colaboradoras.

“Não existe justiça social sem justiça econômica e o acesso ao mundo da tecnologia para pessoas Trans é peça central da discussão sobre o futuro do trabalho”, explica Pri Bertucci, pessoa trans não binária, idealizadore da Marcha Trans, CEO da [DIVERSITY BBOX], consultoria especializada em diversidade e equidade e fundadore do Instituto [SSEX BBOX].

Os eventos são organizados por pessoas trans, para pessoas trans e todes aliades, com o objetivo de reunir vozes representativas de Travestis, Pessoas Transgêneros Binárias e Não Binárias e para que seja possível uma visibilidade mais justa e igualitária das demandas destes grupos tão invisibilizados e precarizados na atual sociedade.

Em 2021, o evento foi realizado online e reuniu mais de 271 mil pessoas. “Neste ano, esperamos uma audiência ainda maior”, diz Pri Bertucci. Para ile, perceber que a pauta Trans se torna cada vez mais relevante ano após ano é um sinal que as pessoas estão despertando para o fato de que essa não é uma pauta só de pessoas trans ou LGBTQIAP+, é uma pauta da humanidade e do futuro do trabalho.

O Brasil é o país que mais mata pessoas trans no mundo, há 13 anos seguidos, conforme relatório divulgado pela Transgender Europe (TGEU)1, que monitora dados globalmente levantados por instituições trans e LGBTQIAP+. Neste cenário, mesmo quando a sociedade brasileira começa a debater questões referentes às comunidades de lésbicas, gays e bissexuais, a vulnerabilidade trans segue encoberta e pouco falada.

Com o objetivo de inserir a população transgênero na sociedade e no mercado de trabalho, abrindo o diálogo e diminuindo a distância entre pessoas trans e acesso aos meios, seja por meio da empregabilidade ou do empreendedorismo, o uso da tecnologia é essencial. Por isso, a Feira Trans terá o tema #TransTec, visando educar as empresas e instituições sobre a jornada da mudança cultural como agregador de valor aos negócios e resultando em um ambiente saudável para todes e seguro para pessoas Trans.

Durante a ocasião, será feita uma pesquisa com o público do evento para entender quais são as principais dificuldades de integração com o mercado de trabalho. Essa pesquisa será fonte de informação para que as empresas entendam que tipo de mudanças são necessárias para que possam capacitar as pessoas trans e incluí-las cada vez mais em seus processos seletivos.

A Marcha do Orgulho Trans de São Paulo conta com instituições e marcas associadas e filiadas como, Salesforce, Dell Tecnologia, Uber, Doritos, Trans Tec Brasil, Demarest advogados e empresas aliadas como Açai Atacadista, Weber Shandwick e IPG DXTRA. A realização do evento esse ano é assinada pelo Instituto [SSEX BBOX], pela [DIVERSITY BBOX] e pela incubadora LGBTQIAP+ [SOCIAL BBOX], e têm apoio de intuições como: Out & Equal, LinkedIn, Rede Brasil do Pacto Global da ONU, CIEE e Rede Globo.

“A Salesforce Brasil teve o orgulho, em 2021, de ser o primeiro escritório da companhia a apoiar a marcha de orgulho trans. Neste ano, reiteramos nosso compromisso de patrocinar a iniciativa, fortalecendo a voz e a presença da comunidade na nossa sociedade”, afirma Fábio Costa, General Manager da Salesforce Brasil.
 

“A diversidade, a inclusão e o pertencimento são essenciais para a cultura e os valores do LinkedIn. Nossa comunidade é o coração da plataforma e estamos em uma posição única para ajudar a gerar resultados mais equitativos para todas as pessoas que compõem a força de trabalho global. Como a maior rede social profissional do mundo, é essencial apoiar projetos como a Marcha do Orgulho Trans, especialmente quando o tema principal está relacionado à empregabilidade e inclusão no mercado de trabalho. Nosso objetivo é tornar o LinkedIn a plataforma mais inclusiva possível e fornecer ferramentas e experiências que permitam a todos os profissionais serem produtivos e bem-sucedidos”, afirma Milton Beck, Diretor Geral do LinkedIn para a América Latina.
 

Confira a programação completa do evento aqui> Link

[DIVERSITY BBOX]


[DIVERSITY BBOX] Consultoria é um negócio social voltado para a promoção de DE&I (diversidade, equidade e inclusão) em empresas e instituições, por meio de ações de educação e comunicação estrategicamente combinadas para possibilitar mudanças corporativas em prol de uma sociedade mais justa, democrática e igualitária.

Tem como objetivo ampliar as perspectivas, fazendo um acompanhamento estratégico de ESG (governança ambiental, social e corporativa), aliada ao letramento de pessoas colaboradoras nos temas; LGBTQIAP+, igualdade de gênero, PCD, raça e etnias e criando um ambiente seguro em corporações para pessoas de grupos minorizados.

Através da plataforma [DIVERSITY BBOX] JOBS, um banco de currículos que potencializa talentos diversos, e cria a possibilidade de gerar renda e autonomia financeira para pessoas marginalizadas pela sociedade. A [DIVERSITY BBOX] é construção, protagonismo, representatividade. Trabalha ativamente com a comunidade Trans porque essa é causa prioritária para Pri Bertucci, fundador e um dos únicos CEO trans do Brasil.

[SSEX BBOX]

No Instituto [SSEX BBOX] com mais de uma década de pesquisa, uma série de projetos e apoios foram e continuam sendo desenvolvidos para destacar a diversidade, inclusão e a equidade sobre os temas de gênero, sexualidade, população LGBTQIAP+, raça, etnia e pessoas com deficiência.

As ações do Instituto incluem apresentar ferramentas, conteúdos educacionais, e soluções estratégicas visando o exercício do olhar interseccional para grupos sub-representados. Com atividades nas cidades de São Paulo (Brasil), São Francisco (EUA), Berlim (Alemanha) e Barcelona (Espanha), em 2017 também foram feitas ações em Moscou (Rússia), em 2018 foram ações em Bogotá (Colômbia) e Osaka (Japão), em 2019 também em Paris e em 2021 houve o lançamento do Dossiê de linguagem neutra e inclusiva nas cidades de Porto e Lisboa (Portugal).

As atividades do Instituto [SSEX BBOX] tiveram início em 2011 a partir de uma série de web documentários educacionais que exploram temas da sexualidade e gênero para promover mudanças sociais com base nos direitos humanos.

Site oficial: Link 

Fanpage: Link 

Instagram: Link

Referência bibliográfica

  1. Transgender Europe. Trans Murder Monitoring (TMM) 2021. Disponível em: Link. Acesso em 12 de maio de 2022.
Instagram