São José cria Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural

Cerca de 68% do território de São José dos Campos está na zona rural. Com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável, estabelecer estratégias e diretrizes para o setor, a Prefeitura deu posse na noite da última quarta-feira (24) a 50 conselheiros entre titulares e suplentes que irão compor o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural.

Promover a integração dos vários segmentos do setor, acompanhar e avaliar anualmente a execução do programa de trabalho e manter intercâmbio com os conselhos similares, visando o encaminhamento de demandas de interesse comum, são alguns dos objetivos do conselho.

Representante de todas as universidades, a professora Sônia Khouri Sibelino, diretora da Faculdade de Ciências da Saúde, da Univap (Universidade do Vale do Paraíba), afirma que a criação do conselho oferece uma rica troca de experiência com foco na agricultura familiar.

“A universidade aprende com a sabedoria popular e faz essa aproximação. Não existe ciência sem a população. Já participamos de outros projetos voltados para o segmento rural. Essa experiência com os alunos é um crescimento muito grande para a gente. Com o Conselho, queremos aprender fazer a gestão de pessoas”, disse a professora.

Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural

Dos objetivos Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, destaque para a revisão do Plano Municipal do Desenvolvimento Rural Sustentável e a criação de convênios e parcerias com diversos setores e entidades.

Presidente do Sindicato Rural de São José dos Campos, Renato Veneziani classificou o Conselho como uma grande conquista para a cidade.

“O Conselho Rural é muito importante. Nós temos uma área territorial muito grande e com a pandemia muita gente está voltando para o campo, plantando como um segundo negócio”, concluiu.

Apoio ao produtor

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural é mais uma iniciativa do resgate da atuação da Prefeitura com a área rural. Entre as iniciativas de políticas públicas para o setor, São José dos Campos conta com Ponto Rural em São Francisco Xavier e Altos de Santana.

Nas unidades, os produtores rurais recebem gratuitamente orientações e serviços para o desenvolvimento rural e certificação da propriedade junto ao Incra, além dos trâmites obrigatórios para comprovação de vacinações como febre aftosa, brucelose e raiva, do rebanho bovino, bubalino, equino, caprino e ovino.

As unidades contam também com outros serviços fornecidos pela pela Prefeitura em apoio ao produtor rural como o Banco do Povo, que oferece crédito a juros reduzidos e a Sala do Empreendedor, que agiliza a constituição de empresas ou MEI (Micro Empreendedor Individual).

O Ponto rural também dispõe de emissão de GTA (Guia de Trânsito Animal), um dispositivo de controle de sanidade animal imposta pelo governo do Estado necessário para comercialização dos animais ou produtos derivados.

Outra iniciativa no segmento o Serviço de Inspeção Municipal (SIM), foi criado para facilitar o acesso dos produtores ao serviço de inspeção. Com isso, os produtores podem oferecer produtos de procedência garantida, assegurando a saúde dos consumidores, e a legalidade do produto.

Promover a integração dos vários segmentos do setor, acompanhar e avaliar anualmente a execução do programa de trabalho e manter intercâmbio com os conselhos similares, são alguns dos objetivos do conselho – Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Instagram