Melina (MT) no feminino e Pasteur (SP) no masculino são os campeões do BR Sevens 2021

As meninas do Melina soltaram seu primeiro grito de “somos campeãs brasileiras” ao vencer as adversárias do Band Saracens por 5 a 0, em partida disputada hoje (12) pelo BR Sevens, no estádio Martins Pereira, na cidade paulista de São José dos Campos. Na final masculina, o Pasteur levou a melhor sobre os anfitriões do São José ganhando por 10 a 5, graças a um “try de ouro” de Thiago Maihara, pois o jogo já estava na prorrogação.

BR Sevens 2021

Transmitido pelo Canal Olímpico, em parceria com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), o torneio marcou o retorno dos clubes às competições nacionais promovidas pela Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), após longa paralisação imposta pelas restrições da pandemia. Os títulos têm um sabor especial para ambos os vencedores. A equipe mato-grossense Melina é a primeira do Centro-Oeste a erguer um troféu nacional. E o tradicional Pasteur, que já ganhou duas vezes o Brasileiro na modalidade XV, faturou pela primeira vez o nacional de sevens.

Mariana Miné, CEO da CBRu

“O momento é de celebrar essa grande festa em um dos templos do rugby brasileiro que é São José dos Campos. O ano foi muito difícil por causa da pandemia e ainda precisamos nos manter vigilantes. Nossa meta é seguir contribuindo com a evolução do rugby nos clubes que são a grande força da nossa base. Agradecemos aos clubes, jogadores, profissionais, COB, TVN Sports, Prefeitura de São José do Campos e todos os colaboradores para o sucesso deste evento tão aguardado pela comunidade do rugby”, comentou Mariana Miné, CEO da CBRu.

Pasteur

Foto: CBRu

O try marcado por Franciny Alves do Amaral garantiu que o Melina superasse o Band Saracens, onde figura a jogadora de seleção brasileira Marina Fioravanti, para o qual havia perdido o título de 2019. A jogadora francesa do Melina, Mallaury Chatron, comentou a importância do título. “Uma conquista que é resultado de dois anos de trabalho duro que nos levou até a uma vitória inédita sobre a seleção portuguesa em excursão na Europa. Vejo um potencial muito grande para o rugby crescer no Brasil, ainda mais entre as mulheres, neste imenso país”, observou a jogadora.

O confronto entre os homens também foi acirrado e contou com participação de jogadoras experientes dos Tupis (seleção brasileira). Pelo São José, os irmãos Sancery (Daniel e Felipe), Lucas Tanque, Gabriel Zurka e Francisco “Pancho” Bouzas. Pelo Pasteur, Devon Muller, Adrio Melo, Lucas Spago e Robson “Varejão” Morais. O heptacampeão do torneio São José saiu na frente com try de Thiago “Feijão” Campos. A vantagem se manteve até o início do segundo tempo, quando Lucas Spago empatou o placar e seu conseguiu o triunfo na prorrogação.

“A final foi entre rivais antigos. Sempre é um jogo difícil. Mas conseguimos manter mais a posse de bola e assim poder executar melhor nosso plano de jogo. Parabéns a todos que fizeram deste torneio um grande retorno do rugby brasileiro!”, comemorou Spago.

Nas disputas dos 3º lugares, Jacareí (SP) venceu Farrapos (RS) por 12 a 5 no masculino. No feminino, Niterói (RJ) ganhou por 5 a 0 do Curitiba (PR).

 Confederação Brasileira de Rugby (CBRu)

A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) tem o apoio do Comitê Olímpico do Brasil e do Ministério da Cidadania – Secretaria Especial do Esporte, patrocínio máster do Bradesco e, como patrocinadores principais, TIM, Estácio e KickBall. Conta ainda com O Boticário, Deloitte, Alupar, Body Nutry, Livelo e Cultura Inglesa como patrocinadores oficiais. Também são fornecedores e apoiadores do rugby brasileiro: Grupo Évora S.A, Gilbert, Travel Ace, Atacadista Roldão, Pinheiro Neto Advogados, CVC Capital Partners, Fortify, Universal Assistance e Testfy. www.brasilrugby.com.br / @BrasilRugby / @cobrasbrasilxv (Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e You Tube)

Melina

Melina é o primeiro clube do Centro-Oeste a ganhar um título nacional na categoria adulta. Foto: CBRu
Instagram