Investimentos em previdência reduz cobrança de IR

Olhando para o futuro, investir em previdência privada pode trazer muitas vantagens e mais lucros

Ao falarmos sobre investimentos, quanto menos deduções incorrem nos juros decorrentes da aplicação (ganhos), melhor. Inclusive, quando o assunto é tributação de investimentos é preciso estar alerta ao Imposto de Renda (IR), que é uma taxa cobrada em praticamente todas as modalidades.

Em investimentos, o IR é cobrado em alíquotas. Assim, um percentual é descontado dos rendimentos obtidos com uma aplicação e variam conforme o prazo. Vale esclarecer que o investidor não paga o imposto sobre o valor que foi aplicado, mas sobre os lucros obtidos. Veja a tabela regressiva do IR, considerando Prazo da aplicação/Alíquota de IR:

  • Até 180 dias – desconto de 22,5%
  • De 181 a 360 dias – desconto de 20%
  • De 361 a 720 dias – desconto de 17,5%
  • Acima de 720 dias – desconto de 15%

Sabendo dessas informações, a escolha pelo tipo de investimento pode ser mais assertiva e lucrativa. Entendendo a importância da diversificação ao investir, as aplicações feitas em previdência privada ganham destaque pela previsibilidade, pois existe a possibilidade de redução da taxa de IR na tabela regressiva chegando em uma alíquota de 10%.

Entendendo a previdência privada

De maneira simplificada, a previdência privada é o tipo de investimento realizado para o futuro e cujos rendimentos serão dedicados para uma “aposentadoria” ou independência financeira, em que não há mais necessidade de trabalhar.

O mercado de investimentos em previdência privada tem sido destaque entre os brasileiros e já concentra uma importante parcela dos investimentos. Além do próprio propósito que é bastante atrativo, o investimento em previdência também chama atenção pela redução nas taxas de administração das instituições e a isenção da taxa de carregamento.

Vale destacar, ainda, que o melhor momento para começar a investir na previdência privada é agora, independentemente, da idade. Isso porque, o tempo é um importante aliado para os retornos dos investimentos: quando maior tempo, maior rendimento sempre.

Por fim, é importante esclarecer que existem dois modelos de investimentos em previdência privada: o PGBL e o VGBL. Segundo especialistas, a modalidade PGBL é indicado para quem tem renda acima do limite de isenção do IR Pessoa Física, o que possibilita um abatimento de até 12%. Já o sistema VGBL é ideal para quem não paga IR na Pessoa Física, como os profissionais liberais ou autônomos.

Instagram