Greenwashing: veja por que evitar essa prática?

O conceito de empresa sustentável é cada vez mais debatido dentro da sociedade, seja por parte do mercado ou do público em si, que passa a se preocupar com o assunto antes de realizar algum tipo de consumo. Outra preocupação nesse sentido é com o greenwashing.

Ser uma empresa sustentável e que colabore com o meio ambiente é o ideal para qualquer empreendimento hoje em dia, ainda mais levando em consideração as recentes mudanças do clima por causa do agravamento do efeito estufa. Empresas que cuidam desse lado ambiental são chamadas de “green”.

Em contrapartida, algumas empresas apenas usam essa fachada de amiga do meio ambiente para conquistar mais clientes, não contribuindo em nada para qualquer melhora na natureza. Empresas assim praticam o greenwashing, que é só fingir ter iniciativas sustentáveis.

É importante para qualquer companhia que busca uma atenção adequada por parte do seu público adotar as mais variadas práticas em relação à administração positiva dos seus negócios, como na atenção dada ao destino final de resíduos perigosos da empresa.

Precaução essa que deve ser tida entre os mais diversos tipos de empreendimentos, mas com um destaque maior para os negócios que atuam diretamente com a utilização de equipamentos e elementos que podem ser prejudiciais ao ambiente se mal descartados.

Uma relação que aborda o setor industrial, mas pode se expandir também para outros campos variados, como na administração de uma fazenda, no qual o uso de agrotóxicos na plantação deve ser bem controlado, assim como o descarte desses materiais químicos.

O que se expande também para qualquer tipo de atividade que trabalha com o processo de exploração de algum tipo de recurso natural, como na aquisição adequada de um licenciamento extração mineral que permita assim a extração de algo de valor natural.

Fazer um bom trabalho nesse sentido é algo positivo não apenas para o processo de sustentabilidade do planeta, mas também do próprio mercado em si, um setor que pode ser beneficiado principalmente pela atenção positiva a ser recebida pelo seu público-alvo.

Cenário que destaca a importância de se trabalhar com atividades sustentáveis, ações desenvolvidas por uma estratégia conhecida hoje como marketing verde. No entanto, enganar o público em relação a isso pode ser algo a trazer graves danos a uma companhia.

O conceito do marketing verde

Conhecido no mercado também como ecomarketing ou empreendedorismo ambiental, o chamado marketing verde trabalha com a aplicação de práticas que garantam uma relação positiva entre o meio ambiente e as ações realizadas por uma companhia.

E isso é válido para todo um ciclo de produção da empresa, acompanhando desde o processo de extração de recursos minerais, até a destinação final de resíduos sólidos industriais, para que seja possível reduzir qualquer tipo de impacto ambiental causado.

O principal ponto do marketing verde é garantir uma relação harmoniosa entre as atividades do mercado e a sustentabilidade do meio ambiente, por mais que isso exija algum tipo de investimento financeiro maior, ou qualquer esforço de adaptação a ser aplicado.

Uma aplicação que também pode ser vista como um investimento positivo para a companhia em relação ao seu público até pelo fato da questão ambiental ser cada vez mais observada pela audiência consumidora como um todo, através de clientes críticos.

Situação que exige com que o setor empresarial, através do marketing verde, passe a dar atenção a atividades variadas entre as suas responsabilidades no mercado, entre elas:

  • Os métodos de produção;
  • A busca de matéria-prima;
  • Confecção de embalagens;
  • Tratamento de resíduos;
  • Reaproveitamento de materiais.

Práticas essas que, entre muitas outras, podem garantir o funcionamento adequado de um processo industrial, como o serviço de usinagem de peças CNC, sem que nenhum impacto maior à natureza seja causado, algo a ser visto com bons olhos pelo seu público-alvo.

Apesar disso, muitas empresas preferem apenas fingir estarem adotando práticas ambientalmente corretas em busca de enganar a sua audiência, fingindo ser uma companhia eco-friendly, ou seja, uma empresa parceira do meio ambiente.

Um conceito que pode trazer consequências graves para todos os lados envolvidos, incluindo a própria companhia em si.

O conceito de greenwashing

O greenwashing pode ser facilmente explicado como uma estratégia de marketing verde de fachada, isso que dizer, uma prática na qual uma empresa se diz parceira do meio ambiente, mas pouco ou nada faz para mantê-lo de forma sustentável.

O próprio nome pode ser traduzido como uma “lavagem verde”, ou seja, uma espécie de maquiagem no qual uma empresa se porta como uma companhia eco-friendly, mas sem tomar nenhum tipo de atitude nesse sentido, buscando apenas uma recepção positiva.

Um conceito problemático em sua própria concepção, já que envolve o processo de enganar o seu próprio público, algo intrinsecamente problemático a ser apontado tanto pelo time de comunicação como pelo setor de assessoria contábil para empresas.

Ambos reconhecendo a importância de uma companhia em ser transparente com o seu público, para de fato conquistar a sua consideração de compra, sem prejudicar a imagem da companhia caso esse processo de maquiagem verde seja descoberto pelo público.

É possível destacar diversos pontos negativos dessa ação, como:

Mentir para a sua audiência

Ser verdadeiro com o seu público é mais do que uma responsabilidade ética, é também uma forma de conquistar a confiança de uma audiência, facilitando assim o processo de fidelização desses clientes para uma companhia, amplificando assim o seu valor.

Ao enganar esse público, é quebrada a relação de confiança entre o cliente e uma empresa, algo que a longo prazo pode resultar em consequências irresolúveis, com um custo muito maior do que simplesmente implementar um serviço de gerenciamento de resíduos.

Ser notado pelos órgãos fiscais

É importante citar que não basta simplesmente se portar com uma empresa por uma questão mercadológica, já que existem uma série de regras que precisam ser colocadas em prática por uma empresa para permitir suas atividades diante dos órgãos de fiscalização.

Acerca do marketing verde, ainda existe a visualização do setor de comunicação, no qual a adoção de um discurso falso em relação às práticas de uma empresa pode levar ao recebimento de uma multa ou, em casos graves, ao fechamento dessa companhia.

Destacar-se negativamente no mercado

Os mesmos canais de comunicação que hoje permitem uma maior aproximação ao público dão ferramentas também para que essa audiência pesquise a fundo sobre a realidade das práticas adotadas por uma companhia.

E caso uma prática de greenwashing for revelada perante a mídia, tal destaque negativo pode ser distribuído rapidamente, assim como uma companhia pode melhorar suas entregas com o auxílio de um sistema de armazenagem e distribuição logística.

Diante desse impacto negativo, é fácil compreender a importância de se evitar o greenwashing em sua companhia para que os seus negócios não sejam associados a algo de valor prejudicial para as suas atividades no mercado.

Para evitar tal tipo de situação, é mais adequado adotar práticas de valor sustentável ao invés de só fingir a sua implementação.

Ações sustentáveis e práticas aos seus negócios

No lugar do greenwashing, o citado marketing verde é muito mais relevante para a otimização de um negócio, e a sua aplicação pode ser mais simples do que criar uma campanha de imagem baseada em mentiras, em relação aos conceitos ali trabalhados.

Entre as ações que devem ser substituídas em relação ao greenwashing, é possível destacar:

  • Investir na reciclagem e reaproveitamento;
  • Aumentar a durabilidade dos seus produtos;
  • Investir em programas ambientais;
  • Incentivar o público a adotar ações sustentáveis.

Um número variado de atividades que, assim como um serviço de assistência técnica chiller, a garantir a manutenção de um equipamento de resfriamento, podem se certificar de que uma empresa conte com uma atenção diferenciada por parte do seu público.

Relação essa que pode ser trabalhada junto aos cuidados de uma companhia com o meio ambiente, garantindo assim benefícios também para o setor natural que poderia ser impactado negativamente pelas atividades de uma indústria.

E ao se relacionar positivamente com o meio ambiente, uma companhia pode tornar possível também um melhor aproveitamento do próprio mercado em que se encontra, mantendo, por exemplo, o acesso adequado às matérias-primas dos seus negócios.

Permitindo dessa forma a sustentabilidade tanto do planeta como do setor comercial ao qual um empreendimento se encontra, algo positivo também para o público, que cada vez mais procura por produtos e serviços que estejam adequados aos processos sustentáveis.

Situação onde a relevância do marketing verde para o mercado torna-se progressivamente maior, sendo importante adotar tal estratégia de maneira adequada, evitando assim a prática do greenwashing.

Essa é uma ação capaz de prejudicar a sustentabilidade de um negócio, da mesma forma com que certas atividades podem trazer danos ao meio ambiente a partir de uma exploração inadequada dos recursos naturais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

greenwashing

Instagram