Aterro sanitário de São José é recebe nota 10 da Cetesb

A nota conferida pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) ao aterro sanitário de São José dos Campos –operado pela Urbam (Urbanizadora Municipal)– aumentou de 9,3 para 10. A nota se refere às operações realizadas no ano de 2020. Esta é a segunda vez na história da cidade que o aterro é avaliado com a pontuação máxima.

Cetesb 

A primeira vez foi em 2012. O relatório aponta queda a partir de 2013 (9,7) 2014 (9,7), 2015 (8,6), 2016 (8,8). A nota subiu para 9 em 2017, 9,2 em 2018 e 9,3 em 2019.

São José é a única cidade da região a receber nota máxima. Poucas cidades têm condições de manter aterros municipais, demonstrando a excelência na competência técnica da Urbam. A maioria das cidades do Vale do Paraíba envia os resíduos para aterros particulares.

Prefeitura de São José dos Campos

A partir de 2017, a Prefeitura de São José dos Campos passou a realizar investimentos constantes na operação, na manutenção preventiva, no monitoramento e na ampliação sustentável do aterro sanitário, o que pode ser observado no aumento da pontuação ano a ano.

A Prefeitura, por meio da Urbam, resgatou as boas práticas operacionais e de monitoramento técnico e ambiental com a gestão adequada do aterro sanitário da cidade.

Urbam

Ações educativas de conscientização sobre a separação e destinação correta dos resíduos também fazem parte de uma boa gestão. A Urbam implantou um novo Centro de Educação Ambiental com o Museu Interativo do Lixo e a Recicloteca.

Também inovou com as videoaulas para que os alunos possam fazer brinquedos educativos e aprender sobre a reciclagem. Este ano, implantou o Programa Nós Fazemos a Nossa Parte, com orientações sobre a destinação dos resíduos nos órgãos municipais.

Aterro sanitário de São José dos Campos

Aterro Sanitário da cidade recebe nota máxima pela segunda vez na sua história – Foto: Divulgação
Instagram