Francisca Júlia CVV receberá doação de U$100 mil de empresa americana

Em reconhecimento ao trabalho que realiza no País, a organização de saúde mental brasileira foi selecionada pela empresa Zoom Video Comunications. O valor será revertido para aprimorar os atendimentos no hospital

A Francisca Júlia CVV recebeu uma importante notícia no início deste mês. Após ser procurada pela plataforma Zoom, empresa americana que permite conferências e reuniões virtuais, a organização de saúde mental apresentou uma proposta de construção de uma Casa de Acolhimento baseada em um projeto de Londres, chamado May Tree, e o investimento na capacitação de profissionais da Francisca Júlia CVV por meio de cursos de especialização em saúde mental. O projeto foi aceito e a entidade brasileira foi escolhida para receber da Zoom uma doação de U$ 100 mil dólares que serão investidos nas propostas apresentadas. 
 

Segundo Daniel Peagno, Diretor do hospital, a doação é um reconhecimento pelo trabalho sério e um presente no ano em que a Francisca Julia CVV completa 50 anos de atuação. “Outras entidades tentaram obter esse recurso e fomos contemplados entre tantos bons projetos. Isso é motivo de muito orgulho e nos traz uma responsabilidade ainda maior para que o dinheiro investido chegue para a sociedade em forma de atendimento qualificado”.  
 

A construção da nova Casa de Acolhimento já está com seu projeto arquitetado. Será construído em uma área da própria instituição e contará com quatro suítes, com capacidade para atender até oito pessoas, uma sala ampla e uma área para atendimento profissional multidisciplinar. O objetivo será receber pessoas com tendências suicidas que precisam de um período de reclusão, fora do convívio social, com ajuda profissional de psicólogos e psiquiatras para que consigam se recompor e retomar a rotina de vida.
 

Para a capacitação dos profissionais, 60 colaboradores da Francisca Júlia CVV passarão por um treinamento oferecido por uma das maiores empresas especializadas do Brasil sobre “Suicidologia”, que estuda os comportamentos relacionados ao suicídio. O objetivo é melhorar o atendimento para as pessoas que procurarem o hospital buscando apoio. Com a qualificação, os colaboradores vão ter ainda mais condições de amparar essas pessoas.
 

Outra capacitação custeada com a doação para os profissionais será o treinamento da Abordagem Centrada na Pessoa (ACP), uma capacitação inédita no Brasil para hospitais, promovida por uma empresa especializada em ACP e que busca qualificar os psicólogos, médicos e gestores para abordar relações interpessoais com o objetivo de estimular os indivíduos, por meio da psicoterapia, a crescer e desenvolver suas potencialidades através da sua condição natural de pensar, sentir e agir de acordo com suas necessidades. 
 

Daniel Peagno reforça que tanto o curso de Suicidologia quanto o ACP, Abordagem Centrada na Pessoa, irão aprimorar os atendimentos como métodos inovadores, com comprovação de resultados em outros países e ainda pouco comuns no Brasil. “Após o treinamento, seremos um dos primeiros hospitais do Brasil a oferecer o método de atendimento da Sucidologia. Esse ineditismo também vale para o treinamento da Abordagem Centrada na Pessoa, que irá melhorar o contato e a relação humana entre a equipe e os pacientes. A Francisca Júlia CVV alia a medicina convencional e integrativa e a linha psicológica humanista para prover serviços e educação, com foco na prevenção e tratamento da saúde mental no país”, finaliza Peagno. 

Francisca Júlia CVV

A Francisca Júlia CVV é uma ampla organização de saúde mental, que atende via convênios médicos, particulares e pacientes do SUS do município de São José dos Campos, com o propósito de resgatar a sua saúde mental. 
 

Com 50 anos de atuação – celebrados em 2022 – a gestão humanizada associada ao cuidado individual, empatia e escuta terapêutica tornam a Francisca Júlia CVV referência em saúde mental no Brasil. 
 

Em suas unidades de internação e emergencial, ambulatórios adultos e infanto-juvenil e residências terapêuticas, na cidade de SJC/SP – são realizados mais de 11 mil atendimentos/mês. Site.

Chalé da unidade particular da Francisca Júlia CVV. Construção da nova Casa de Acolhimento seguirá modelo semelhante-Foto:Divulgação
Instagram