Duas horas de videogame podem queimar o equivalente a mil abdominais, aponta estudo

Estímulos proporcionados por jogos eletrônicos ajudam corpo a queimar calorias, mesmo sem nenhuma atividade física

Diversos estudos já comprovaram que jogar videogame faz bem para a saúde mental e estimula diversas habilidades cognitivas, como coordenação motora, raciocínio lógico, resolução de problemas e criatividade. Porém, pela primeira vez, também foi comprovado que esses benefícios não se limitam exclusivamente ao cérebro, mas também ao corpo como um todo.

Um novo estudo realizado pela plataforma de jogos Stakester aponta que jogar duas horas de videogame queima a mesma quantidade de calorias que realizar mil abdominais. Para isso, foram utilizados dispositivos inteligentes para medir a frequência cardíaca e as calorias queimadas por homens e mulheres durante uma jogatina de duas horas de FIFA e Call of Duty: Warzone. Nesse período, os homens queimaram cerca de 420 calorias, enquanto as mulheres se saíram ainda melhor, com média de 472 calorias.

À medida de comparação, atividades físicas como levantar peso, dançar ou praticar algum esporte leve queima, em média, 108 calorias a cada 30 minutos praticados, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola de Medicina de Harvard. Seguindo a lógica do estudo do Stakester, meia hora de jogatina queima, em média, 105 calorias, o que seria equivalente a praticar qualquer um dos exercícios citados.

Acredita-se que isso acontece por causa do estímulo dos desafios e da competitividade proporcionada pelos games. Isso aumenta a frequência cardíaca e, consequentemente, suamos mais, um claro indício de que já estamos queimando calorias no processo. Outras pesquisas mais antigas também complementam esses resultados, indicando que quem tem o costume de jogar videogame tende a se manter em um peso corporal mais saudável e leva menos hábitos prejudiciais, como fumar ou beber, por exemplo.

Há pouco tempo, ninguém imaginaria que jogar PS5 poderia ser tão benéfico para a saúde, mas é claro que também é preciso ter limites. Especialistas alertam que jogar videogame é uma atividade prazerosa e saudável, desde que exista um equilíbrio. Não tem nada de errado em fazer uma maratona de jogatina aos fins de semana ou em algum dia que estiver livre – o preocupante é tornar isso um hábito diário. Quando apreciados com moderação, os games acabam sendo um dos hobbies mais saudáveis e divertidos que existem.

Foto:istock

Instagram