Dá para ser promovido trabalhando de forma remota? Receio preocupa profissionais

Profissionais de diversos setores sentem receio do trabalho remoto impedir possíveis promoções no futuro

A pandemia fez do home office o novo normal para vários profissionais, e muitos descobriram que ainda é possível desempenhar seu ofício sem a necessidade de sair de casa. Certamente, o trabalho remoto é bastante cômodo e, agora que está mais consolidado no mercado, a maioria desejaria continuar trabalhando dessa forma no futuro, como aponta um levantamento realizado pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP). De acordo com a pesquisa, 73% dos profissionais estão satisfeitos com o regime home office.

Um outro levantamento realizado pela consultoria Korn Ferry mostra que 55% dos trabalhadores não desejam retornar aos escritórios. Contudo, 58% dos entrevistados afirmaram ter medo de conversar com seu chefe para continuar trabalhando à distância, pois acreditam que isso pode interferir em possíveis promoções dentro da empresa. Com as medidas de isolamento social se afrouxando, a tendência é que não demore muito para o sistema presencial voltar com força total, e isso vem preocupando muitos profissionais.

Não existe uma regra específica que limite promoções em regime de trabalho remoto; afinal, em tese, os direitos continuam sendo os mesmos de antes. Entretanto, como tudo ainda é uma novidade, será necessária uma boa adaptação, tanto das empresas, quanto dos funcionários. Algumas grandes corporações já anunciaram que o retorno presencial será gradual e não obrigatório, ou seja, quem desejar continuar em home office terá essa alternativa, mas isso também exige uma boa transparência da empresa com seus funcionários.

É importante que os gestores deixem claro, caso exista a possibilidade de ser promovido em regime remoto, não só para tranquilizar sua equipe, mas também para garantir mais empenho e um aproveitamento melhor de todos. Da mesma forma, os funcionários em home office também precisam ficar atentos em ter um contato constante com seus superiores, pois o receio de que muitos possam estar fazendo outras coisas no horário do expediente ainda é grande. Se fazer presente mesmo estando longe, seja deixando o chefe a par do que está fazendo ou apresentando novas ideias, é um passo importante.

A vantagem é que a diversidade de setores que podem trabalhar nesse formato 100% remoto ou até mesmo híbrido é grande, então muitos podem explorar e usufruir dessa alternativa. Dentre os principais, estão os profissionais do curso de administração, comunicação, TI e marketing – algumas das áreas que já estão abraçando o home office como parte definitiva de suas operações.

Foto: ISTOCK

Instagram