Alimentação saudável: como se alimentar bem e economizar nas compras

Com alta nos preços dos alimentos, é preciso estar atento às estratégias que podem garantir boa alimentação gastando pouco; saiba como

Ter uma alimentação balanceada é fundamental para abastecer o corpo com os nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo e, consequentemente, obter mais disposição, energia e bem-estar. Contudo, o aumento nos preços dos alimentos no último ano está fazendo com que as compras fiquem cada vez mais pesadas no bolso do consumidor.

Pensar em estratégias para garantir uma boa alimentação, enquanto gasta o menor valor possível, passou a ser a realidade de muitas famílias brasileiras. Por isso, é preciso saber aproveitar as oportunidades para conseguir uma maior variedade de ingredientes no dia a dia. Para te ajudar, separamos algumas dicas importantes. Confira!

1. Conheça os alimentos da época


Mesmo que muitos insumos estejam nas gôndolas do mercado durante todo o ano, existem as épocas que são mais apropriadas para a plantação de cada tipo de alimento. Durante esses períodos, há um maior volume de produção, o que resulta na diminuição do preço. Essa é a hora de aproveitar para fazer estoque por um preço mais acessível. 

2. Esqueça os ultraprocessados

Comprar alimentos ultraprocessados é cair no que diz o ditado “o barato sai caro”. Por mais que alguns desses alimentos possam estar mais em conta, eles não provêm as substâncias que sustentam e pouco tempo depois você estará com fome novamente. Por isso, adquirir alimentos naturais, de acordo com a época, pode compensar mais por garantir saciação.

3. Congele os alimentos

Seguindo a dica de comprar conforme a estação, você pode aproveitar ainda mais as promoções estocando os alimentos mais baratos. Sempre que possível, adquira uma quantidade maior dos produtos que estão com um bom preço, higienize e congele. Grande parte dos alimentos congelados pode ser consumida em até três meses. 

4. Faça um bom planejamento

Ter uma lista do que comprar é fundamental para a economia na hora de ir às compras. Esse planejamento também ajuda a evitar o desperdício e facilitar o dia a dia. É possível, por exemplo, determinar as refeições a partir da separação e o preparo de porções que serão consumidas por dia e que podem ser facilmente descongeladas no micro-ondas, contribuindo com uma maior diversidade de opções e nutrientes. 

5. Reduza o consumo de carne


Sabemos que a carne é um dos alimentos que mais encareceu nos últimos tempos; portanto, reduzir esse consumo promove uma grande economia. Mas, para garantir as proteínas que o organismo demanda, substitua as carnes pelas proteínas vegetais, como diferentes tipos de feijões, grão-de-bico, lentilha, soja, ervilha, entre outras. 

Com as dicas citadas aqui, atreladas a uma boa pesquisa de mercado para realizar compras estratégicas em feiras livres ou a preços promocionais, é possível reduzir os custos e manter a qualidade alimentar que o corpo precisa. 

Foto:iStock

Instagram