Um terço dos pedidos feitos no 156 é atendido pela SMC

Quase um terço das solicitações que chegam por ano à Central 156 são destinadas à Secretaria de Manutenção da Cidade. Das 227.300 ligações recebidas pela central no ano passado, 65.844 foram pedidos para a SMC. Esse volume representa 29% do total de solicitações.

Mas o que seria da manutenção da cidade sem os olhos da população? E o que seria dessa fiscalização dos moradores, sem a importante ferramenta 156?

Formigueiros na praça José Carlos Bastos, no Bosque dos Eucaliptos, fizeram a moradora Cristina Monier Penteado dos Santos ligar para a central. A solicitação foi atendida e o problema das saúvas foi resolvido. “Moramos aqui há 13 anos e quero que São José continue assim, tão boa e gostosa de se morar”. Depois que o serviço foi realizado, Cristina ligou novamente para elogiar. “Fiquei muito satisfeita”.

Por mês, em média, 5 mil pessoas ligam para a SMC, mas em meses de chuva, essa quantidade dobra. Entre os serviços mais solicitados nos últimos três anos, estão a poda de árvores e o tapa-buraco.

São José dos Campos é uma das três cidades mais arborizadas do país e isso justifica a quantidade de pedidos de poda.

Atenta ao crescimento das árvores da rua onde mora, a professora Maria de Lourdes Nilsson, do Jardim das Indústrias, ligou para solicitar a poda e reconhece o quanto o serviço foi importante. “Eles fizeram no começo do ano e isso evitou que galhos caíssem com aquela chuva intensa de março”. A professora gostou do atendimento e fez questão de ligar novamente para elogiar.

É importante ressaltar que a poda em toda cidade nunca para. Ela é realizada, de forma programada em um trabalho contínuo, mesmo que não haja pedido algum.


Tempo de atendimento

A Secretaria de Manutenção da Cidade realiza, desde janeiro, um controle ainda maior para que o tempo estimado de resposta ao solicitante seja cada vez menor. A qualidade no atendimento é a meta da SMC.

Secretaria de Manutenção da Cidade

Em 2019 o tempo médio de resposta era de 42 dias. Neste ano, o tempo médio é de 11 dias.

Em alguns serviços, por exemplo, esse prazo é bem menor.

É o caso do tapa buraco. Apesar de ser o segundo serviço mais solicitado –foram sete mil pedidos neste ano– a fila do atendimento foi zerada, graças ao trabalho das equipes de 60 funcionários, entre prefeitura e Urbam, que conseguem dar conta do recado.

A vendedora autônoma Isabel Pedroso usa o viaduto do Vista Verde para ir e voltar do trabalho. A moradora do Jardim Diamante não teve dúvida quando percebeu que a pavimentação do viaduto não estava adequada. “Liguei e logo arrumaram. Achei que foi bom, pois assim a gente passa por ali com mais tranquilidade”.

Destino certo

Cada contato, seja por telefone ou pelo aplicativo, gera um número. É por ele que o morador poderá acompanhar a solicitação.

Todo pedido é encaminhado para o setor responsável, levando em conta o endereço e o tipo de serviço. Assim que a solicitação é feita, há um prazo para ser realizado. Mas normalmente o atendimento ocorre antes desse prazo, de acordo com a programação de cada setor. Os serviços se subdividem e somam cerca de 600 itens catalogados.

Central 156

As solicitações podem ser feitas por telefone ou pelo aplicativo, que está disponível em Android e iOS. A central é mantida há quase 30 anos pela Prefeitura de São José dos Campos. Em 2011 o Ipplan assumiu a administração do serviço que é realizado com mais de 80 atendentes, de segunda a sábado, das 6h às 22h e aos domingos, das 8h às 20h.

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Instagram