Ergonomia para quem joga: qual a importância e os itens que não podem faltar

Conforto é palavra de ordem para quem passa várias horas jogando na TV ou no computador

Para muitos, é um hobby praticado diariamente como forma de relaxar. Para outros, é até uma profissão. A verdade é que o videogame deixou de ser brincadeira de criança e conquistou adeptos de todas as idades e gêneros.

Tem muita gente que passa, inclusive, horas jogando para se aprimorar e ganhar “XP”, ou seja, experiência e pontos nos mais variados games, sejam eles competitivos ou colaborativos, individuais ou em grupos virtuais.

Pensando nisso, manter a boa postura enquanto joga é algo fundamental para a saúde física e ajuda a prevenir diversos problemas posturais e ortopédicos a curto e médio prazo, independentemente da idade do gamer.

Será que você tem todos os itens que precisa para garantir a sua ergonomia (e saúde) enquanto joga? Confira alguns itens que são essenciais para o dia a dia e até para a performance durante as partidas.

Boa cadeira

A cadeira ou poltrona usada para jogar é um dos principais itens que todo gamer deve ter para poder garantir bom desempenho, conforto e ergonomia durante as partidas, sejam elas na frente da TV ou do computador.

Mas, esqueça as cadeiras convencionais. Para quem passa várias horas jogando, é preciso investir em um móvel que seja certificado pela NR17, que regulamenta questões de ergonomia no trabalho.

A maioria das cadeiras gamers segue esses requisitos e, apesar do valor inicial parecer alto, vale o custo-benefício, uma vez que estamos tratando da saúde e do bem-estar do jogador. Mas, você sabe o que esse tipo de cadeira precisa ter para ser considerada boa?

  • Rodízios: as famosas “rodinhas” são fundamentais para o deslocamento rápido e prático no ambiente em que se está jogando. Dessa forma, é possível acessar gavetas e mesinhas laterais sem precisar desgrudar os olhos da tela;
  • Altura regulável: para manter a boa ergonomia, os pés precisam estar totalmente apoiados no chão e as pernas devem formar um ângulo de 90 graus. As telas devem ficar na altura dos olhos — daí a importância da regulagem de altura;
  • Encosto regulável: as costas precisam estar totalmente apoiadas no encosto, mas como as pernas precisam formar ângulo de 90 graus, é preciso garantir a regulagem dessa parte da cadeira. Assim, até os mais baixinhos conseguem manter a ergonomia;
  • Apoio para a cervical: o encosto de cabeça é muito importante para ajudar a manter a postura ereta do jogador durante as partidas. Dependendo do jogo, é normal que o gamer fique mais tenso, e poder apoiar a cabeça ajuda a prevenir lesões,
  • Braços: além de dar apoio para os membros, os braços das cadeiras ou poltronas também ajudam no descanso, favorecendo a ergonomia e a prevenção de problemas ortopédicos que possam ocorrer pelo esforço repetitivo.

Headphone bacana

Para manter a qualidade do som e a percepção de todos os lances das jogadas, o gamer precisa investir em um bom fone. Os headphones são opções bacanas porque podem ser conectados diretamente no console ou no joystick e são anatômicos.

Há opções sem fio, também, que garantem ainda maior praticidade e conforto. Sem contar que o acessório ajuda muito na qualidade e no volume adequado do jogo, prevenindo, assim, a perda auditiva.

Mouse e teclado anatômicos

Para aqueles que jogam no computador, há, ainda, a chance de adquirir mouse e teclado específicos que facilitam a realização das jogadas e trazem dinamismo para as partidas.

Um ponto importante é que o uso errado e contínuo desses acessórios pode acarretar Lesão por Esforço Repetitivo (LER). Logo, o ideal é adquirir teclado e mouse anatômicos.

O teclado, por exemplo, deve possuir apoio para os punhos. Dessa forma, as mãos têm um suporte enquanto digitam/teclam. Já o mouse pode ser encontrado na posição vertical, facilitando o uso e prevenindo lesões.

Instagram