Como começar a investir em criptomoedas?

O número de pessoas que estão começando a acreditar e investir em criptoativos só cresce, e com isso crescem as dúvidas também, desde como começar a investir, se é um investimento de risco até quais as moedas em circulação, enfim, dúvidas não faltam.

Antes de qualquer coisa, é preciso saber que esse é um mercado muito novo e que, portanto, é preciso ter muito cuidado com golpes, e que não existe lucro garantido.

E se você está querendo começar a investir em criptomoedas, esse artigo é para você. Mostraremos aqui o que precisa saber para entrar nesse mundo com o pé direito. Confira!

A tecnologia por trás das Criptomoedas

Você já ouviu falar em blockchain? Então, guarde bem esse nome, se pretende entrar para o mundo das criptomoedas, com certeza vai ouvir falar muito nele, que nada mais é que a tecnologia por trás dessas moedas digitais.

Blockchain é uma tecnologia que foi criada, justamente, um algoritmo para garantir mais segurança e transparência nas negociações digitais, sendo a estrutura compartilhada de dados que fazem o registro e a validação das transações.

O universo das criptomoedas

Quer começar a investir em moedas digitais? Então, precisa procurar pesquisar sobre o assunto, já existindo muitos conteúdos disponíveis para que possa ficar mais por dentro do assunto.

A dica é procurar informações em locais mais confiáveis, como as próprias exchanges, ou seja, corretoras, existindo muitas plataformas na internet, algumas mais confiáveis e experientes que outras, como a KuCoin, por exemplo, especializada em negociação de criptomoedas, conhecida e conceituada no mercado.

E vale buscar informações também em plataformas internacionais, já que o universo de criptomoedas não se restringe somente ao Brasil e tudo chega primeiro no mercado estrangeiro.

Enfim, busque pesquisar e se manter por dentro das novidades, caso queira, realmente, começar a investir em criptomoedas.

Defina seu perfil de investidor

Outra dica a considerar, até mesmo antes de dar os primeiros passos no universo das criptomoedas, é procurar conhecer um pouco a história do ativo, seus propósitos, características, até para saber se é um tipo de investimento que combina, ou não, com o seu perfil de investidor.

Além disso, vale se perguntar por que está querendo investir nesse ativo e qual prazo está disposto a investir. Até porque, para quem não sabe, o investimento em criptomoedas funciona a longo prazo, o que deve ser considerado antes de pensar em comprar moedas digitais.

Na verdade, é importante definir seu perfil de investidor, pois esse mercado de criptomoedas é voltado mais para quem deseja diversificar seus investimentos, e tenha conhecimento do mercado.

Assim sendo, caso esteja precisando de dinheiro em um curto prazo, ou passando alguma dificuldade financeira e precisando duplicar alguma quantia de dinheiro em pouco tempo, esse investimento não é o ideal para você, e tem risco.

Por isso, geralmente, se indica que a pessoa invista somente um valor que ela até possa perder.

Antes de comprar criptomoedas

Se já decidiu que vai mesmo investir em criptomoedas, agora é a hora de parar para analisar três pontos importantes:

  1. O número de moedas em circulação: quanto menor, melhor, pois trata-se de uma moeda mais escassa e ela tende a se valorizar mais com o tempo.
  2. O volume de negociação: saber se a criptomoeda tem liquidez, para caso queira vender, possa fazer sem problema.
  3. A capitalização de mercado: para entender o valor relativo de uma criptomoeda em relação às demais.

No mais, a recomendação dos especialistas é não ir muito além de uma lista de 10 criptoativos mais conhecidos e negociados.

Analise corretoras de criptomoedas

Agora, sim, chegou a hora de colocar em prática seu plano de investir em criptomoedas, para isso, precisará saber onde comprar e armazená-las, ou seja, qual a exchange, ou corretora, irá escolher, existindo muitas opções atualmente, porém, nem todas são tão seguras.

Por isso, nossa dica é escolher alguma que seja reconhecida, como a KuCoin, que ainda dará o suporte necessário para quem não tem muitas experiência nesse mundo das moedas digitais.

Acompanhe seus investimentos

Depois, tal como deve fazer com qualquer tipo de investimento, não basta comprar os criptoativos e deixar lá paradinhos, é fundamental acompanhar, entender, ver análises, por isso, é importante contar com uma boa corretora por trás. No caso da KuCoin, por exemplo, ela oferece um painel com o BTCUSDT, para que o investidor possa comparar, em tempo real, o valor do Bitcoin com o dólar.

Atenção aos golpes

Por fim, mas nem por isso menos importante, vale lembrar que golpes existem, por isso, muita cautela, escolha muito bem a corretora quando for investir em criptomoedas.

Instagram