Como apoiar seu filho nos estudos e ajudá-lo a manter a concentração

Foco e disciplina podem facilitar estudos em casa

Em tempos de pandemia global de Covid-19, a área da educação teve um grande impacto no ensino. De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), agência da ONU que é responsável por acompanhar, apoiar, incentivar, comunicar e promover acesso e qualidade da educação e cultura mundialmente, 91% dos estudantes foram afetados pela pandemia, o que representa em torno de 1,5 bilhão de pessoas.

Outra pesquisa, realizada pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), mostra que 67% dos estudantes brasileiros têm dificuldades em organizar e estabelecer uma rotina diária de estudos.

Nesse período de isolamento social, as escolas interromperam as aulas presenciais para as aulas em casa, o que gerou desafios na rotina dos estudantes e dos pais, que têm um papel de muita importância nesse processo de aprendizado escolar: estar abertos ao diálogo, incentivar os estudantes a não perder o foco nos estudos, ajudar na disciplina para manter a rotina e respeitar o seu tempo e espaço.

Um ambiente dedicado e reservado aos estudos é uma forma de se organizar para manter o foco nas aulas e em suas atividades escolares, além de definir horários para estudo, descanso, exercícios e diversão, já que a vida social durante o período de isolamento é dentro de casa. Um local limpo e sem distrações ajuda a manter a calma e o aconchego no momento de se dedicar aos estudos, e, caso possa personalizar o ambiente com os gostos do seu filho, isso pode ajudar a se interessar e pode fazer a diferença no desenvolvimento do jovem. Estimular a atividade física ajuda na concentração, alivia níveis de ansiedade e também auxilia a manter o sono regulado. 

O uso da tecnologia tem um ponto positivo para o ensino educacional e pode ser uma aliada  no processo de aprendizado dos alunos. Alguns pontos positivos são: não tem barreira física e geográfica que impeça a comunicação e interação; e alavanca formas criativas de adaptação e adoção de conteúdos variados, como videoaulas, animações, realidades aumentadas e jogos educacionais. E, para os que buscam autonomia no seu próprio processo de aprendizagem, o uso de apostilas no ensino fundamental, bem como pesquisas na internet, que complementam os estudos dos alunos, é fundamental. 

Com estímulos adequados, paciência, compreensão, respeito ao seu tempo e aos sentimentos dos pais, dos filhos e dos profissionais da educação, podemos passar por esse momento desafiador e construir um futuro com grandes invenções e inovações, mesmo perante a adversidade.

Foto:Divulgação

Instagram