Saiba como preparar um bom chimarrão e quais as melhores ervas

O brasileiro tem muitos hábitos e costumes. No Rio Grande do Sul, por exemplo, o costume é tomar chimarrão, que consiste no chá da erva mate.

Ele é servido quente, independente da temperatura, por isso é bom ter uma Bolsa Termica Personalizada para garantir que ele esteja na temperatura ideal de consumo aonde você for.

Além disso, o chimarrão é bom para acelerar o metabolismo, é bom para o coração e é indicado para quem faz dietas ricas em carne.

Neste artigo você verá como preparar um bom chimarrão e quais as melhores ervas para utilizar em seu preparo.

Como preparar o chimarrão: passo a passo

Para aprender como fazer chimarrão corretamente é preciso conhecer alguns detalhes para aproveitar a bebida da melhor maneira.

Como a erva mate é um pouco mais amarga que os chás comuns, a forma como você vai preparar vai determinar se o mate vai amargar ou não.

Assim, a água utilizada no preparo não pode estar fervendo. O ponto certo é quando a chaleira começa a chiar, em torno de 80 graus.

Confira o passo a passo para preparar um bom chimarrão.

  • Na cuia de madeira, coloque 2/3 de erva mate verde.
  • Em seguida, use a mão para tampar a boca da cuia incline para que a erva fique apenas de um lado.
  • Depois, levante um pouco a cuia e despeje um pouco da água fervente para o pó da erva se acomodar e aguarde a água ser absorvida.
  • Após isso, tampe a boca da sua bomba com o dedo e a coloque no fundo da cuia, enterrando-a na erva mate.
  • Seu chimarrão está pronto para ser servido.

Quando a infusão acabar acrescente mais água. Você pode levá-lo com você utilizando uma Bolsa Termica Personalizada.

Agora que você já sabe o passo a passo para preparar um chimarrão, descubra quais são as melhores ervas para preparar um bom chimarrão.

Melhores ervas para preparar o chimarrão

A erva mate é mais amarga quando comparada aos chás comuns, por isso, saber escolher a melhor erva para preparar seu chimarrão é fundamental.

A erva-mate para o chimarrão deve ser moída. Logo, ela é um pouco mais fina, contendo menos galhos e folhas. Preparar o chimarrão com a erva errada pode entupir a bomba utilizada para consumir ou até mesmo levar a ingestão de farelos de erva-mate.

Sendo assim, confira quais são as melhores ervas para preparar o chimarrão.

Tipos de erva-mate

  • Erva-mate de chimarrão tradicional: moída e fina, com presença de galhos e folhas. Por ter o sabor mais suave é indicada para quem já é experiente no preparo do chimarrão. Em alguns casos, é preciso utilizar filtro na bomba, para evitar entupimento.
  • Erva-mate de chimarrão moída grossa: a moída grossa possui mais granulados na textura, além de ter um sabor mais forte, por isso é indicado para quem está começando a beber e preparar chimarrão.
  • Erva-mate de chimarrão nativa: é um tipo de erva-mate selecionada, com textura semelhante à tradicional. Ela sofre um processo de secagem diferente, por isso, tem um gosto mais intenso da erva, mas não chega a ser amarga.
  • Erva-mate premium ou suprema: erva selecionada e de qualidade superior que também passa por um processo de secagem diferente, sem contato com fumaça. Por isso, tem um sabor mais refinado.
  • Composto de erva-mate: produzido a partir de erva-mate de chimarrão tradicional, junto a ervas e outros chás como por exemplo, camomila, cidreira, flores, erva-doce e hortelã.
  • Erva-mate pura folha: nesse tipo há apenas pequenas folhas e por isso tem um sabor mais forte e amargo. É possível encontrar erva-mate pura folha para chimarrão e tereré.

Também é importante considerar a procedência da erva-mate que pode interferir no sabor.

A produzida no Brasil tem sabor mais suave, possui moagem mais fina, cor verde e maior frescor.

Já a erva-mate uruguaia, argentina ou paraguaia tem o sabor mais acentuado e amargo. Além disso, a maior parte é do tipo pura folha, sem pó ou galhos da erva. Ela tem cor dourada e é conhecida como “reposada”, por conta do processo de secagem e trituração.

Para quem quer começar a beber chimarrão, é indicado escolher ervas nacionais, que têm sabor mais suave e preço acessível. Considere ainda o tipo de embalagem e quantidade que vem no pacote.

As embaladas a vácuo duram mais e preservam a cor e o sabor preservados. Já em relação a quantidade, depende do seu consumo. Se você bebe chimarrão todos os dias, escolha embalagens de 1 kg. Mas se bebe esporadicamente, opte pelos pacotes de 250 ou 500 g.

Conclusão

Preparar um bom chimarrão significa seguir um passo a passo que apresentamos neste artigo. Além disso, é preciso estar atento ao tipo de erva-mate, à temperatura da água e à procedência da erva.

Depois de saber tudo isso, você pode escolher a melhor erva-mate conforme seu paladar e utilizar uma Bolsa Termica Personalizada para ter sempre um chimarrão com você aonde quer que você vá, preservando sua temperatura e sabor.

Instagram