Qual o melhor ar-condicionado para comércios?

Escolher o modelo correto pode te ajudar a climatizar melhor o seu estabelecimento.

Não é segredo para ninguém que, especialmente em países tropicais como o nosso, a instalação de um equipamento de ar-condicionado se tornou fundamental no dia-a-dia. Para além de conforto ou luxo, a climatização de ambientes é uma questão de saúde.

No comércio, por exemplo, a temperatura do espaço tem impacto direto na produtividade dos funcionários e no bem-estar dos clientes. Resultados de estudos realizados no mundo todo demonstram que oferecer a trabalhadores e consumidores as condições climáticas consideradas ideais são um investimento necessário para todos os setores.

O assunto é tão sério que a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), em Minas Gerais, tem uma pesquisa em curso em um de seus departamentos sobre a relação entre a condição climática de um ambiente de trabalho e sua influência na saúde dos colaboradores de uma empresa. E quando falamos do setor comercial, uma dúvida muito comum é sobre o tipo de aparelho ideal para a instalação. É importante começar dizendo que não existe um modelo universal que atenda a todas as necessidades de cada caso específico.

Essa escolha depende de alguns fatores, como o tipo de estabelecimento e o tamanho da área a ser climatizada. Uma regra importante a ser seguida em todas as situações, vale dizer, é a quantidade entre 600 e 800 BTUs (unidade de medida da potência de refrigeração). No entanto, é necessário fazer a medição do espaço, a fim de comprar um aparelho com a potência exata, evitando desperdícios.

Ambientes fechados

Escritórios, restaurantes, e demais comércios que tenham sua área interna fechada, isto é, sem contato direto com o clima do ambiente externo, tem, de forma geral, mais facilidade de climatizar seus ambientes. Isso acontece porque espaços fechados nos permitem controlar as condições do ar de maneira mais simples.

Nesse sentido, um dos modelos de ar-condicionado mais utilizados para esse tipo de ambiente é o split teto piso. Como o nome indica, são aparelhos que podem ser colocados no chão ou no teto, oferecendo versatilidade ao comprador na instalação. Outra vantagem desse modelo é ser mais potente que a maioria dos aparelhos disponíveis no mercado. Dessa maneira, ele se torna uma boa opção para quem tem espaços internos mais amplos.

Um problema muito relatado por comerciantes, entretanto, é o aspecto visual do ar-condicionado. De maneira geral, é comum que as pessoas busquem alternativas para que o aparelho não fique tão visível. Mas a verdade é que esconder o aparelho nunca dá certo.

Isso porque, no fim das contas, acaba-se chamando mais atenção para o aparelho ao tentar escondê-lo e, em alguns casos, quando coberto com capas, por exemplo, pode-se até prejudicar seu funcionamento. Nesse sentido, o ar-condicionado split cassete se mostra a melhor solução. Isso por ser um modelo que pode ser embutido no teto, ocupando, assim, pouco ou nenhum espaço de área útil.

O que fazer para climatizar ambientes abertos?

Gestores de estabelecimentos de rua, com portas abertas diretamente na calçada durante todo o tempo de funcionamento, tais como lojas e farmácias, se deparam com uma questão a mais na hora de climatizar o ambiente. Contudo, uma solução bem simples é capaz de resolver este problema: as cortinas de ar.

Esse aparelho, instalado na porta do comércio, cria, literalmente, uma cortina de ar que mantém os ambientes interno e externo termicamente isolados, além de impedir a entrada de partículas sólidas (como poeira e fumaça). Mas, vale ressaltar, esse não é um aparelho climatizador. Dessa forma, mesmo com sua instalação, ainda será necessário o investimento no ar-condicionado para que se resfrie a área interna do estabelecimento.

Instagram