OIM lança a segunda edição do Prêmio Sul-Americano de Jornalismo sobre Migração

A fim de reconhecer o trabalho jornalístico responsável com base em dados e fatos sobre questões migratórias, o Escritório Regional da Organização Internacional para as Migrações (OIM) para a América do Sul lança a convocatória para a segunda edição do Prêmio Sul-Americano de Jornalismo sobre Migração.

Este prêmio tem como objetivo homenagear e incentivar o trabalho jornalístico sobre migração na região, especialmente aqueles que destacam o impacto positivo da migração no desenvolvimento sustentável.

A segunda edição do Prêmio é inspirada no Pacto Global para uma Migração Segura, Ordenada e Regular, especialmente o Objetivo 17, cuja premissa é “eliminar todas as formas de discriminação e promover um discurso público de base empírica para modificar as percepções sobre a migração”. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Agenda 2030, adotados pela Assembleia Geral da ONU, são outra referência importante.

 Prêmio Sul-Americano de Jornalismo sobre Migração

O Prêmio Sul-Americano da OIM para Jornalismo sobre Migração é destinado tanto a jornalistas sul-americanos que trabalham para a mídia de países da região quanto a jornalistas de outras partes do mundo que cobrem jornalisticamente a América do Sul. O prêmio reconhecerá a cobertura que destaca as diferentes dimensões de gênero da migração, refuta narrativas falsas e discriminatórias sobre a migração e promove uma cobertura equilibrada e baseada em evidências.

“A OIM está empenhada em combater a xenofobia, o racismo e a discriminação contra os migrantes; bem como na promoção da contribuição da migração para o desenvolvimento sustentável. Este prêmio reitera esse caminho, ao homenagear o trabalho de aliados importantes, como jornalistas ”, disse o diretor regional da OIM para a América do Sul, Marcelo Pisani.

“A contribuição dos jornalistas é fundamental para contrariar a desinformação e em tempos em que a virtualidade é a forma de comunicação predominante, os meios de comunicação desempenham um papel fundamental na divulgação de informações verídicas que contribuem para desmantelar mitos sobre os migrantes”, acrescentou Pisani.

Os trabalhos jornalísticos inscritos deverão ter sido publicados na imprensa, rádio ou televisão, em meios tradicionais e/ou plataformas digitais, entre 1o de janeiro de 2020 e 30 de abril de 2021.

Podem ser inscritos trabalhos jornalísticos publicados em espanhol, português e inglês. Haverá um total de dez jornalistas premiados. Cada jornalista que for selecionado receberá uma bolsa de produção jornalística para realizar trabalhos de campo sobre migração com enfoque no desenvolvimento sustentável, cuja ideia poderá ser apresentada e desenvolvida a partir de sessões de tutoria com especialistas da Fundação Gabo, no âmbito da aliança global com o OIM.

OIM

Da mesma forma, os jornalistas vencedores receberão uma estatueta de reconhecimento e serão convidados para uma cerimônia virtual do Prêmio que será transmitida nas redes sociais da OIM.

Esta atividade faz parte do projeto sobre mídia, migração e desenvolvimento sustentável, implementado pelo Escritório Regional da OIM para a América do Sul e financiado pelo Comitê de Alocação de Recursos de Migração (MIRAC).

A chamada estará aberta de terça-feira, 4 de maio de 2021, até sexta-feira, 18 de junho de 2021.

Acesse a convocatória.

O prêmio reconhecerá a cobertura que destaca as diferentes dimensões de gênero da migração, refuta narrativas falsas e discriminatórias sobre a migração e promove uma cobertura equilibrada. Foto:Amanda Nero/OIM
Instagram