O caminho para alcançar uma vida financeira saudável

Seja em tempos difíceis ou tranquilos, o sucesso na formação de uma reserva financeira familiar depende da colaboração de todos que convivem na mesma casa – mesmo entre aqueles que não dividem as contas dos boletos fixos e esporádicos. Os integrantes desse núcleo devem ser realmente comprometidos com a meta de guardar dinheiro para alcançarem os sonhos e as metas almejadas, escapando do temível “vermelho”.

Nesse sentido, é fundamental que pais e mães incentivem, desde cedo, os filhos a cultura de poupar, sejam transparentes com a realidade financeira da família e coloquem em prática formas simples de reservar uma parte da renda, por meio de uma previdência privada ou uma aplicação automática. E aqui não falamos apenas de destinar parte do 13º salário ou de um aporte inesperado à modalidade escolhida, mas de estabelecer um valor mínimo mensal para cobrir qualquer emergência que possam aparecer.

Uma vida financeira saudável demanda, além de planejamento, compreensão de qual é a renda total familiar para determinar quanto pode ser gasto e visualizar o que acontecerá nos próximos meses, sem sustos desnecessários.

As famílias que não estão habituadas a planejar e poupar têm um grande desafio no começo do ano, período de maior comprometimento da renda no curto prazo. Isso pode reduzir a capacidade dessas famílias em honrar seus pagamentos, inclusive aqueles previstos anualmente. Especialmente no primeiro trimestre, há uma série de despesas fixas, como IPTU, IPVA, matrículas e listas de materiais escolares, “esquecidas” por aqueles que não fazem um planejamento financeiro adequado. Isso tudo sem contar os gastos de dezembro no cartão de crédito, referentes aos presentes de Natal e Ano Novo.

E, se despesas extras acontecerem paralelamente a essas contas já pesadas para o bolso da maioria dos brasileiros, o crédito bancário pode ser um recurso para essas famílias. Nesses casos, o caminho é procurar o gerente do próprio banco ou outro consultor financeiro para orientar qual a melhor linha de crédito para o seu perfil e necessidades imediatas. Na nossa instituição, temos a Virada Financeira, que, além de fazer essa orientação, ainda oferece condições diferenciadas para apoiar os clientes a organizarem o orçamento no começo do ano. Até abril, no site do banco, ficam disponíveis, por exemplo, simulações de gastos, recomendações para planejar as contas, sair do endividamento e ajudar na construção de disciplina orçamentária.

Se houver a opção pelo crédito pessoal, consignado ou outra modalidade, é imprescindível deixar a parcela adaptada à renda mensal familiar, para não se gastar mais do que se ganha, fazendo a soma detalhada dos gastos reais e vendo se o total está dentro do disponível. Temos, inclusive, uma planilha pronta simples para auxiliar nesse controle financeiro.

Ter o hábito de poupar, manter um plano de previdência privada e uma planilha com anotações de gastos e dívidas já contraídas vai facilitar a visualização de um horizonte de longo prazo. Este planejamento irá auxiliar a família a colher frutos no futuro, possibilitando uma vida financeira saudável e gerando um legado positivo para as próximas gerações, que aprendem com os exemplos da atual.

Por: Julio Cesar Vergaças Fernandes, diretor da Rede SP Metropolitna II do Santander

Julio Cesar Vergaças Fernandes, diretor da Rede SP Metropolitna II do Santander -Foto:Divulgação
Instagram