Fraudes na internet: como acontecem e qual a melhor maneira de evitá-las?

Quando se trata de internet, a proteção nunca é demais!

Desde recentes violações de dados em grandes redes varejistas até o número crescente de e-mails de phishing, a preocupação com as fraudes na internet só aumenta. Por isso, é preciso ficar atento às tentativas de roubo de dados que chegam até a sua caixa de entrada. Às vezes, sem nos atentarmos, acabamos caindo em uma dessas tentativas, o que pode causar vários transtornos para a nossa vida.

Pensando nisso, as dicas a seguir visam dar mais proteção para os dispositivos que você utiliza para acessar a internet. Proteção nunca é demais!

1. Desconfie sempre

Como regra geral, os bancos não enviam e-mails ou mensagens de texto que pedem informações pessoais, tais como dados do seu cartão de crédito. Os bancos também não exigem que você verifique as informações da sua conta dessa maneira. Nunca compartilhe quaisquer informações pessoais, especialmente dados bancários ou informações de login e senha via e-mail ou mensagem texto. Caso precise comunicar informações confidenciais com o seu banco, você pode fazê-lo através do aplicativo bancário.

2. Mantenha as suas senhas em segredo

Não compartilhe senhas e não deixe nenhum documento que contenha os seus dados bancários em qualquer lugar. Mude suas senhas regularmente para uma melhor proteção da sua conta bancária e/ou do seu e-mail, usando uma combinação de letras, números e caracteres especiais, quando possível. Altere sua senha padrão da rede Wi-Fi, assim como o SSID (nome usado para identificar a sua rede).

3. Cuidado com os e-mails de phishing

Esses e-mails solicitam que você clique nos links fornecidos dentro do e-mail para verificar ou alterar a sua conta de alguma forma. Na maioria das vezes, os links incluídos são maneiras de os fraudadores instalarem softwares maliciosos (também chamados de malware) no computador ou dispositivo que você usa para acessar o seu e-mail. Esse malware pode ser usado para obter informações pessoais suas.

Caso a tentativa de roubo de dados seja bem-sucedida, é indicado buscar o auxílio de um advogado com pós-graduação em direito digital e proteção de dados.

4. Proteja o seu computador

Com o número crescente de ciberataques, é mais importante do que nunca instalar um software antivírus no seu computador. Lembre-se de atualizá-lo regularmente para que ele funcione corretamente. Outros programas úteis para proteger o seu PC são: software antispam, que evita spam e lixo eletrônico na sua caixa de entrada, o que ajuda a proteger contra e-mails de phishing, e firewall, que previne o acesso não autorizado ao seu computador através de vírus e malware.

Foto: iStock

Instagram