Conheça o Acre, destino perfeito para uma viagem sustentável

Acre é um estado com muitas belezas naturais e cheio de lugares encantadores; separamos 5 lugares sensacionais para conhecer no estado nortista

A procura por viagens começou a aumentar com a melhora do cenário da pandemia de Covid-19. Sete em cada dez turistas brasileiros estão se preparando para encarar as estradas novamente, segundo levantamento do Booking.

Pensando nesse aumento do turismo, em outubro deste ano, a Secretaria de Empreendedorismo e Turismo do Acre assinou um contrato para a elaboração do Plano de Desenvolvimento Sustentável do Turismo Indígena. O objetivo do plano é entender a real demanda turística e criar diretrizes e projetos para o fortalecimento do setor. Com maior facilidade de captar e organizar recursos, é possível fortalecer o turismo indígena, fazendo com que essa cultura tão rica seja cada vez mais difundida.

Enquanto o plano ainda não saiu do papel, conheça cinco lugares no estado para turistas que gostam de uma experiência cultural e mais próxima da natureza. E, se você quer curtir esse passeio com mais flexibilidade nos horários e no roteiro, procure uma locadora de carro e tenha mais independência durante a sua estadia.

Museu da Borracha

Foi criado em 1978, porém só em 1990 suas instalações foram transferidas para o centro da cidade, lugar em que funciona até os dias de hoje. O espaço cultural é destinado a coletar, pesquisar, expor e conservar a cultura imaterial do Acre. O museu possui uma exposição permanente, que apresenta os modos de vida da diversa população acreana, junto com a grande diversidade social e religiosa das cidades.

 
Palácio Rio Branco

Construído em 1920 e localizado na homônima capital e sede do governo do estado, é considerado o maior patrimônio histórico e arquitetônico do estado. Inspirado nas edificações gregas, com colunas jônicas e dóricas, o palácio foi inaugurado em 1930, mas continuou em obras até 1945. No espaço, é possível contemplar exposições que contam a história do estado, o último a ser anexado ao território brasileiro. 

Parque Capitão Ciríaco
Importante espaço histórico e de lazer de Rio Branco, o parque é o maior seringal urbano do mundo. O parque é um museu a céu aberto, retratando a formação histórica da cultura acreana e o surgimento da cidade de Rio Branco. Sua construção segue a arquitetura tradicional acreana.

Reserva Extrativista Chico Mendes

Além da sua importância histórica, a reserva é referência no circuito de trilhas nacionais. O trajeto percorre os seringais e partes da reserva, permitindo que o visitante possa sentir a densidade da floresta preservada e conheça sons da flora e fauna, que dividem espaço com alguns seringueiros e quebradores de castanha. Uma trilha guiada na reserva pode durar até quatro dias, e nesse tempo o turista pode vivenciar o cotidiano dos habitantes do espaço, em meio a árvores centenárias.

Parque Nacional da Serra do Divisor

O quarto maior parque brasileiro foi criado em 1989 e é considerado o local de maior biodiversidade da Amazônia. A unidade de conservação está entre o Acre e o Peru, com o território distribuído entre cinco municípios. Uma das principais atrações do parque é o Rio Moa, que pode ser navegado durante o ano inteiro por embarcações de pequeno porte. Populações seringueiras e indígenas habitam o local, onde recentemente grupos arqueológicos descobriram  novas cavernas.

Crédito: Reprodução, Agência do Governo do Estado do Acre

Instagram