Como gerir as finanças do seu negócio

Saiba como o planejamento financeiro pode salvar a sua empresa em tempos de crise

A pandemia do novo coronavírus e as orientações dos órgãos de saúde responsáveis para funcionamento apenas de setores essenciais e isolamento social afetaram praticamente todos os setores econômicos do país. Por cerca de três meses, apenas farmácias, hospitais, clínicas e supermercados puderam funcionar de forma presencial, e, ainda assim, de forma adaptada para a contenção do vírus.

Com isso, muitas empresas tiveram que, às pressas, migrar para o meio digital e colocar seus colaboradores no home office. Os negócios que já tinham soluções online e remotas, como home office e plataformas digitais para interações, tanto com o funcionário, como com o cliente, saíram na frente. 

Em seguida, vêm aquelas empresas que planejavam começar e já tinham alguma noção do que fazer no meio digital. Entretanto, muitas instituições sequer pensavam em executar o seu negócio de forma online. Elas enfrentaram grandes dificuldades, que acabaram refletindo no capital da empresa. 

Com essa urgência de adaptação em tempos de crise, para evitar perdas e danos maiores ao fluxo de caixa, separamos abaixo algumas dicas para te ajudar a gerenciar melhor o setor financeiro do seu negócio. Confira!

  1. Tenha conhecimento de quanto custa o seu negócio

Neste tópico existem algumas questões básicas a serem levantadas: quanto você vendeu este mês? Quantos produtos precisa comprar para repor o seu estoque? Quanto você recebeu de lucro? Você está pagando os seus insumos da melhor forma? Ao final do mês, quanto você tem no caixa?

A partir desses questionamentos e suas respectivas respostas, o empreendedor conseguirá tomar as melhores decisões para gerir o seu negócio e capital de giro, evitando futuros problemas e compreendendo os já existentes.

  1. Seja fiel ao seu planejamento

Parece básico, mas nem todo mundo sabe que uma empresa deve ter sua reserva de emergência para eventuais tempos de crise, como a pandemia, e que a renda do negócio deve ser separada da renda do empresário. 

Além disso, é importante realizar investimentos mensais para aumentar a qualidade do seu negócio, ou expandi-lo quando for a hora certa. Qualificar a sua equipe também é de extrema importância. Ao se planejar financeiramente, você terá respaldo para lidar com eventuais imprevistos que possam surgir. 

  1. Anote

Escreva em uma planilha tudo o que entra, o que sai, despesas, receitas, estoques e fluxo de caixa. Anote também despesas fixas como pagamento de funcionários, luz, internet, telefone, água, gás, aluguel e retiradas mensais. Assim, você conseguirá medir o quanto de custo e de lucro sua empresa está gerando e o que fazer para diminuir esses custos e aumentar a receita.

Entre os principais itens a serem anotados estão: fluxo de caixa, controle de caixa e bancário, de contas a receber, de contas a pagar e de estoques.

Mas nem sempre é possível dar conta de tantas funções sozinho. Se você não conseguir e não tiver algum sócio para te ajudar, pode contratar um profissional formado em Ciências Contábeis para evitar prejuízos, gerenciar melhor o seu negócio e multiplicar sua renda. 

Foto: Divulgação

Instagram